Em protesto, petroleiros vendem gasolina e óleo diesel ‘a preço justo’

Arquivado em: Brasil, Destaque do Dia, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 4 de março de 2021 as 14:07, por: CdB

Como uma das ações das manifestações convocadas pelas centrais em favor do emprego, da vacinação para todos e do auxílio emergencial de RS 600, os petroleiros também promoveram nesta quinta-feira a venda solidária de combustíveis em todo o país.

Por Redação, com RBA – de Brasília

Como uma das ações das manifestações convocadas pelas centrais em favor do emprego, da vacinação para todos e do auxílio emergencial de RS 600, os petroleiros também promoveram nesta quinta-feira a venda solidária de combustíveis em todo o país. A venda de gasolina, óleo diesel e gás de cozinha “a preço justo” é um protesto contra a política de preços da Petrobras, que atrela o valor dos combustíveis ao mercado internacional.

Com política atrelada do mercado internacional, preços dos combustíveis explodiram em 2021

Na ações desenvolvidas pelos sindicatos dos petroleiros, em parceria com a CUT e movimentos sociais, a gasolina e o diesel poderão ser adquiridos com descontos que chegam a quase metade dos preços praticados atualmente.

De acordo com a Federação Única dos Petroleiros (FUP-CUT), os valores foram definidos a partir de estudos elaborados por técnicos e economistas. Esses cálculos levam em consideração os preços e custos da Petrobras, além da garantia de lucratividade das empresas produtoras, distribuidoras e revendedores. No entanto, segundo os petroleiros, os preço dos combustíveis devem se basear nos custos nacionais de produção de derivados de petróleo. E não nos preços de importação.

As vendas “a preço justo” serão limitadas. E visam atender principalmente os trabalhadores do transporte, como caminhoneiros, taxistas, motoristas de aplicativo e entregadores.

Alta dos preços

Desde 2016, a Petrobras implementou a política de Paridade de Preço Internacional (PPI). Como resultado dessa opção, com a subida do preço do barril de petróleo no mercado internacional e a desvalorização do real, os preços dos combustíveis explodiram. A gasolina registra alta acumulada de 41,5% somente em 2021. No diesel, o aumento chega a 34,1%.

“Sem uma política de Estado clara, o governo federal reforça sua incompetência em lidar com a questão. Jogando a culpa da escalada dos preços sobre impostos estaduais e margens das distribuidoras e dos revendedores, Bolsonaro assume seu despreparo ao não atacar a grande causa do problema, que é o PPI”, destaca a FUP.

Os petroleiros também pedem o apoio da população para mudar a política de preços da Petrobras. As manifestações também ocorrem ao longo do dia nas redes sociais com as hashtags #NãoDeixemVenderOBrasil, #PetrobrasFica, #CombustivelaPrecoJusto e #Bolsocaro.

Confira os públicos-alvos e os locais da campanha:

Amazonas

Em Manaus, serão distribuídos 2 mil litros de gasolina com descontos, com prioridade para os taxistas, limitado a 20 litros por veículo. Endereço: Posto São Lucas, na Avenida Cosme Ferreira (altura do número 20).

Bahia

Em Salvador, serão 10 mil litros de diesel por de R$ 3,09 o litro (limite de 100 litros por caminhão). A partir das 7h, no Posto Aratu, que fica na BR 324, km 16,5 (sentido Feira de Santana).

Em Feira de Santana, serão 2,8 mil litros de gasolina ao preço de R$3,50 (limites 20 litros por carro e 5 litros por moto). A partir das 13h, no Posto Modelo, que fica na Avenida Getúlio Vargas.

Minas Gerais

Em Belo Horizonte, serão 6 mil litros a R$ 3,50 (com limites de 20 litros por carro e 10 litros por moto) para motoristas de aplicativo e entregadores. Será necessário apresentar o aplicativo para participar. A partir das 10h, no Posto Rodike, que fica na Rua Niquelina 546.

Pará

Em Belém serão distribuídos 100 botijões a preço justo para as mulheres da periferia da cidade

Pernambuco

Em Recife, serão doados 50 botijões de gás, além de 1,5 toneladas de alimentos agroecológicos

Rio de Janeiro

Em Duque de Caxias, serão vendidos 300 botijões ao preço de R$ 40. No Conjunto Habitacional Dom Jaime Câmara, no bairro de Padre Miguel.

São Paulo

Na capital paulista, serão 5 mil litros de gasolina ao preço de R$ 3,50 o litro, destinados a motoristas de aplicativo e motoboys. A partir das 13h, no Auto Posto Cidade, na Rua Frederico Alvarenga, 65, região da Sé.

Espírito Santo

Em São Matheus, os primeiros 100 motoristas e entregadores de aplicativo terão desconto de R$ 2,00 por litro (limitados a 20 litros por carro e 10 litros por moto).  No Posto Mar Negro, que fica na Rua Monsenhor Guilherme Schimidt, 1037, bairro Ribeirão.

Outras locais

No Maranhão, a venda de gasolina a preço justo ocorrerá, entre os dias 8 e 12 de março. No Rio Grande do Sul, haverá a venda de botijões de gás com desconto no dia 15 de março.

Em Santa Catarina e no Paraná, as atividades foram suspensas em função do lockdown decretado nesses estados. Ainda não há data definida para a realização das atividades.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code