Emprego na indústria tem leve alta na média nacional

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado sexta-feira, 14 de julho de 2006 as 11:54, por: CdB

Em pesquisa divulgada na manhã desta sexta-feira, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apurou que o emprego na indústria brasileira, em maio, realizou uma leve alta de 0,2% na série livre de efeitos sazonais. O número de horas pagas ficou praticamente estável, com avanço de apenas 0,1%. Em comparação com o mesmo mês do ano passado, os resultados são negativos. O emprego registrou retração de 0,4%, enquanto que as horas pagas recuaram 0,2%.

Segundo o IBGE, a queda do emprego em relação ao ano passado foi determinada pela retração em oito das 14 áreas pesquisadas e em 11 entre 18 atividades. A maior queda ocorreu no Rio Grande do Sul (-7,6%) em razão das perdas no setor de calçados e artigos de couro. O Paraná aparece em segundo lugar, com recuo de 4% no emprego devido ao desempenho da indústria da madeira e a região Nordeste teve retração de 2,4%, com base nos resultados do segmento de vestuário.

Entre as indústrias que pressionaram positivamente o índice geral do país estão os segmentos de alimentos e bebidas e máquinas, aparelhos eletroeletrônicos e de comunicações. Em nível regional, os principais impactos positivos vieram da região Norte e Centro-Oeste (9,8%) e de São Paulo (0,6%), influenciados, sobretudo, pelos resultados de alimentos e bebidas.
No acumulado do ano, no entanto, a indústria ainda apresenta redução de 0,6% no contingente de trabalhadores.