Equipes de resgate procuram vítimas de naufrágio na Indonésia

Arquivado em: Ásia, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 19 de junho de 2018 as 13:10, por: CdB

Estima-se que 18 pessoas foram resgatadas com vida, e um passageiro foi confirmado como morto depois que a barca afundou na noite de segunda-feira, quando foi virada pelo mau tempo

Por Redação, com Reuters – de Pematang Siantar, Indonésia:

Equipes de resgate indonésias enfrentaram chuva e ondas de até dois metros de altura, nesta terça-feira, para procurar pelo menos 128 passageiros que estavam em uma barca superlotada que afundou no lago Toba, um destino turístico na cratera de um antigo vulcão na ilha de Sumatra.

Familiares de passageiros de uma barca choram após naufrágio na Indonésia

Estima-se que 18 pessoas foram resgatadas com vida, e um passageiro foi confirmado como morto depois que a barca afundou na noite de segunda-feira, quando foi virada pelo mau tempo.

– Muitas pessoas relataram que seus parentes estão desaparecidos –  disse à agência inglesa de notícias Reuters o chefe da agência de busca e resgate da cidade vizinha de Medan, identificado apenas como Budiawan.

A agência de busca e resgate enviou mergulhadores para procurar por vítimas nas profundezas do lago, disse ele.

– Pode levar tempo – disse Budiawan, acrescentando que os corpos podem ter ficar presos na embarcação.

As autoridades estavam tentando confirmar o número total de passageiros que estavam a bordo da barca, mas disseram que pelo menos 128 pessoas estavam desaparecidas.

O lago Toba

O lago Toba preenche a cratera de um vulcão gigante que entrou em erupção há 75 mil anos — uma das maiores erupções do mundo, que deixou um lago de 450 metros de profundidade.

O belo lago, com uma área de cerca de 1.145 quilômetros quadrados, tem uma ilha no meio. Barcas atravessam de um lado para o outro da ilha para cidades na margem do lago.

Não havia notícias sobre a presença de turistas estrangeiros entre os desaparecidos.

Acidentes com barcas são comuns no arquipélago da Indonésia, especialmente durante o feriado islâmico do Eid al-Fitr, que caiu na semana passada, quando milhões de pessoas viajam após o mês de jejum do Ramadã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *