Erupção de vulcão na Itália expele destroços flamejantes no ar e cria fontes de lava

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 14 de dezembro de 2020 as 10:45, por: CdB

O vulcão Monte Etna, na ilha da Sicília, entrou em erupção, no domingo à noite, produzindo fluxos de lava e espalhando materiais vulcânicos a centenas de metros no ar, com cinzas e fumaça cobrindo os arredores.

Por Redação, com Sputnik – de Roma

O vulcão Monte Etna, na ilha da Sicília, entrou em erupção, no domingo à noite, produzindo fluxos de lava e espalhando materiais vulcânicos a centenas de metros no ar, com cinzas e fumaça cobrindo os arredores.

Erupção do vulcão Etna na Itália expele destroços flamejantes no ar e cria fontes de lava
Erupção do vulcão Etna na Itália expele destroços flamejantes no ar e cria fontes de lava

O vulcão, de 3.329 metros de altura, é o maior da Europa e considerado o segundo mais ativo do mundo após o Monte Kilauea, no Havaí (EUA), e entrou em erupção às 21h20, hora local (17h20, horário de Brasília), no domingo, após um terremoto de magnitude 2,7. Este foi um dos 17 terremotos registrados na área nas últimas 24 horas.

A intensidade da erupção

A intensidade da erupção aumentou do nível médio para o alto, com fontes de lava se elevando, às vezes, até 100 metros no céu, enquanto uma coluna de cinzas atingiu cinco quilômetros no céu do Mediterrâneo.

Alguns momentos do segundo episódio curto da atividade stromboliana (ilha italiana) culminando em fontes de lava na cratera sudoeste do Etna durante a noite de 13-14 de dezembro 2020.

O Monte Etna é aproximadamente 2,5 vezes a altura do infame Monte Vesúvio perto de Nápoles. Por isso, não é surpreendente que a explosão inicial tenha sido ouvida em toda a região da Calábria, no sul da península italiana.