Escadinha passa mal em treino

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado quinta-feira, 11 de dezembro de 2003 as 02:19, por: CdB

A personalidade forte e a dedicação que Escadinha demonstra nos jogos são apenas uma extensão do que ele faz nos treinos, desde o primeiro dia na seleção.

O debute com o grupo de Bernardinho, em 2001, relembra o assistente técnico Ricardo Tabach, foi o primeiro exemplo disso.

– Estava muito quente no Rio. Ele passou mal, quase desmaiou. No meio do treino, foi para um cantinho da quadra, vomitou e voltou a treinar. Queria mostrar o máximo possível de dedicação – disse.

O empenho de Escadinha para enfrentar as exaustivas horas de cai-levanta dos treinos de defesa acabaram contagiando a equipe.

– Ele é o homem que defende as bolas impossíveis. Os outros jogadores começaram a ver isso e acreditar que é possível defender. Todos passaram a se empenhar mais – afirmou Tabach.