Espanha indicia Carlo Ancelotti por suspeita de fraude fiscal

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 22 de junho de 2020 as 13:14, por: CdB

Promotores de Madri disseram nesta segunda-feira que indiciaram o técnico italiano Carlo Ancelotti por suspeita de sonegar 1 milhão de euros em impostos devidos por receitas com direitos de imagem enquanto treinava o Real Madrid entre 2014 e 2015.

Por Redação, com Reuters – de Madri

Promotores de Madri disseram nesta segunda-feira que indiciaram o técnico italiano Carlo Ancelotti por suspeita de sonegar 1 milhão de euros em impostos devidos por receitas com direitos de imagem enquanto treinava o Real Madrid entre 2014 e 2015.

Técnico Carlo Ancelotti em partida entre Everton e Crystal Palace pela Premier League
Técnico Carlo Ancelotti em partida entre Everton e Crystal Palace pela Premier League

Ancelotti, que agora treina o inglês Everton, não foi encontrado para comentar.

O Ministério Público de Madri informou em comunicado que Ancelotti ocultou as receitas “com a intenção de evitar os impostos para o tesouro público sem justificativa”.

Clubes europeus

Além de trabalhar para Real Madrid e Everton, Ancelotti teve passagens por outros clubes europeus, como Milan, Chelsea, Paris Saint-Germain e Bayern de Munique.

Ex-jogador que disputou 26 partidas pela Itália e esteve na Copa do Mundo de 1990, Ancelotti venceu a Liga dos Campeões três vezes como técnico, duas vezes no Milan e outra no Real Madrid.

Jogadores renomados como Cristiano Ronaldo e Lionel Messi, e mais recentemente Diego Costa, também foram processados ​​em ações fiscais, assim como o técnico português José Mourinho.

Eles concordaram em pagar multas.

Não foi possível encontrar representantes de Ancelotti e não houve comentários imediatos do Everton sobre o caso.

Real Madrid lidera a Liga

O Real Madrid passou a liderar a corrida pelo título de futebol espanhol no domingo, ao vencer o Real Sociedad por 2 a 1 em jogo fora de casa e avançando para o topo da Liga, deixando para trás o Barcelona, depois de um segundo tempo polêmico.

O capitão do Real Madrid, Sergio Ramos, abriu o placar aos 50 minutos, convertendo um pênalti depois que Vinicius Jr. caiu na área após contato com o zagueiro Diego Llorente, do Real.

Os locais acreditavam que estavam mais determinados em empatar com um chute de Adnan Januzaj de fora da área, mas o gol foi anulado por uma revisão do VAR que mostrou que Mikel Merino obstruiu a visão do goleiro do Real Madrid Thibaut Courtois sem tocar na bola.

A sensação de injustiça aumentou um minuto depois, quando Karim Benzema dobrou a vantagem do time de Madri aos 71 minutos, controlando a bola com o braço, embora o meia Mikel Merino tenha descontado aos 83 minutos do segundo tempo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code