Estações de metrô do Rio iniciam a Operação Verão 

Arquivado em: Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 4 de dezembro de 2018 as 14:34, por: CdB

A concessionária prevê oferta de trens extras para as linhas 1, 2 e 4, aumento em aproximadamente 20% do número de lugares em relação à oferta usual e reforço nas equipes de bilheteria e segurança.

Por Redação, com ACS – do Rio de Janeiro

O MetrôRio iniciou, no fim de semana, a Operação Verão, com esquema especial para oferecer mais conforto aos passageiros nos finais de semana, quando aumenta a demanda em função do início das férias escolares e da estação mais quente do ano.

Esquema prevê reforço nas estações e redução nos intervalos nos finais de semana

A concessionária prevê oferta de trens extras para as linhas 1, 2 e 4, aumento em aproximadamente 20% do número de lugares em relação à oferta usual e reforço nas equipes de bilheteria e segurança. O planejamento especial vai funcionar até o dia 17 de fevereiro de 2019, em finais de semana de sol e calor.

A transferência entre as linhas 1 e 2 será na estação Estácio, como já ocorre normalmente aos fins de semana. Trens extras estão disponíveis para serem colocados no sistema de acordo com o aumento no fluxo de passageiros.

A concessionária recomenda que os clientes priorizem o cartão Giro, com recarga online, e comprem as passagens de forma antecipada, evitando filas na volta da praia.

O embarque com pranchas e bicicletas, normalmente permitido no último carro aos finais de semana, poderá ser suspenso para garantir melhor fluidez dos clientes dentro do metrô.

Mapa Rio Metropolitano de Transportes

O Governo do Estado do Rio lançou, na segunda-feira,  o Mapa Rio Metropolitano de Transportes. A ferramenta, instituída através da Resolução 1.328, de 27 de novembro de 2018, tem o objetivo de padronizar a visualização de todos os serviços de transportes de alta e média capacidades e as respectivas integrações disponíveis aos passageiros.

Com a iniciativa, torna-se obrigatória a exposição do mapa em local visível (assim como de seu respectivo selo com QR Code) em todos os modais de transporte público, estações e terminais rodoviários sob competência do Estado. Além disso, esses elementos também deverão estar presentes nos pontos de parada e materiais de comunicação e divulgação dos concessionários e permissionários de transporte público.

– Estamos acostumados a utilizar mapas semelhantes em todo o mundo, mas não contávamos com um no Rio de Janeiro. Disponibilizar a rede estrutural de transportes de uma maneira padronizada é uma forma de aprimorar a mobilidade dos usuários e promover a integração entre todos os modais. A ideia é ampliar ainda mais o leque para que futuramente sejam lançados outros mapas, como um voltado exclusivamente para acessibilidade e um turístico – explicou o secretário de Transportes, Rodrigo Vieira.

O secretário da Casa Civil e Desenvolvimento Econômico, Sérgio Pimentel, ressaltou a importância do lançamento, que reforça todo o trabalho desenvolvido na área de transportes.

– Esta é uma iniciativa que precisava ser tomada. Cabe a nós, como Estado, compilar e divulgar essas informações para fazermos um papel de facilitador e de informador da população em relação aos serviços públicos que são disponibilizados. Quem já andou pelas principais cidades do mundo sabe que quanto melhor for um Mapa de Transporte, mais fácil é a vida do turista. Essa é uma iniciativa de transição fundamental. É um legado do que foi feito – disse Sérgio Pimentel.

Prazo

O prazo para adequação é de 30 dias, que começou a contar nesta segunda-feira. Os modais municipais também poderão disponibilizar esse conteúdo em seus respectivos sistemas de transporte e materiais de divulgação, o que facilitará ainda mais a mobilidade do cidadão fluminense. Além disso, todo o conteúdo poderá ser divulgado livremente em publicações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *