Estádio construído para Copa da Rússia fica sem energia por falta de pagamento

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 28 de agosto de 2018 as 13:42, por: CdB

A Rússia sediou a Copa do Mundo durante os meses de junho e julho em 12 estádios espalhados por 11 cidades, e autoridades têm prometido que os locais recém-construídos serão colocados em uso

Por Redação, com Reuters – de Moscou/Cidade do México

A eletricidade de um estádio russo construído para a Copa do Mundo foi cortada nesta terça-feira por falta de pagamento das contas, disse à agência inglesa de notícias Reuters uma fornecedora de energia da cidade de Samara, apesar de o presidente russo, Vladimir Putin, ter dito que não queria que as arenas do Mundial virassem elefantes brancos.

Vista de estádio em Samara onde jogaram Senegal x Colômbia

A Samaraenergo disse que o fornecimento de energia foi cortado no início desta terça-feira porque a PSO Kazan, companhia que construiu o estádio de 42 mil lugares, não pagou as contas de eletricidade este ano, acumulando 9.216.000 rublos (US$ 137,6 mil) em dívidas.

– Esperamos por muito tempo, adiamos o corte de energia – disse Olga Perkova, porta-voz da Samaraenergo. “Como a PSO Kazan não resolveu a questão de pagar sua dívida, a decisão foi tomada de cortar a eletricidade”.

Mas, após reunião interna nesta terça-feira, a Samaraenergo decidiu ligar novamente a energia devido às partidas do Campeonato Russo que serão disputadas em breve na Arena de Samara, embora ainda permaneça incerto quando a PSO Kazan vai quitar sua dívida, disse Perkova.

A PSO Kazan não respondeu a um pedido de comentário.

A Rússia sediou a Copa do Mundo durante os meses de junho e julho em 12 estádios espalhados por 11 cidades, e autoridades têm prometido que os locais recém-construídos serão colocados em uso.

No mês passado, Putin pediu que o governo garanta que as infraestruturas não irão cair em desuso.

México

A Federação Mexicana de Futebol (Femexfut) anunciou na segunda-feira que o brasileiro Ricardo Ferretti será o treinador interino da seleção de futebol do país para as próximas partidas da equipe.

Ferretti substituirá o colombiano Juan Carlos Osorio, que encerrou seu ciclo à frente da seleção do México em julho após o Mundial da Rússia.

– A Federação Mexicana de Futebol chegou a um acordo com Ricardo Ferretti e o clube Tigres para que ele dirija a seleção de forma interina nas partidas da Tricolor nas próximas datas Fifa – informou a federação.

Essa será a segunda passagem de Ferretti pela seleção mexicana, depois de ter comandado a equipe em quatro partidas em 2015 após a saída de Miguel Herrera.

O treinador, de 64 anos, atualmente comanda o Tigres, com quem foi campeão do torneio Apertura em 2011, 2015, 2016 e 2017.

Os próximos compromissos da seleção mexicana são em 7 e 11 de setembro, contra Uruguai e Estados Unidos, em partidas amistosas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *