Estados norte-americanos se preparam para reabrir apesar de advertências sobre saúde

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 27 de abril de 2020 as 13:16, por: CdB

Estados norte-americanos, de Minnesota ao Mississippi, se preparam esta semana para se unir a outros que reduziram as restrições do coronavírus para tentar reanimar suas economias, apesar de alguns empresários manifestarem relutância diante dos avisos sobre a saúde.

Por Redação, com Reuters – de Washington

Estados norte-americanos, de Minnesota ao Mississippi, se preparam esta semana para se unir a outros que reduziram as restrições do coronavírus para tentar reanimar suas economias, apesar de alguns empresários manifestarem relutância diante dos avisos sobre a saúde.

Mulher passeia com seu bebê usando máscara de proteção em Nova York
Mulher passeia com seu bebê usando máscara de proteção em Nova York

Colorado, Montana e Tennessee também devem permitir que algumas empresas consideradas não essenciais reabram após ficarem fechadas por semanas, mesmo depois que especialistas em saúde defenderam mais testes de diagnóstico para garantir a segurança.

Georgia, Oklahoma, Alasca e Carolina do Sul já haviam retomado suas economias após semanas de bloqueios obrigatórios que retiraram milhões de trabalhadores norte-americanos de seus empregos.

As paralisações de empresas levaram a um recorde de 26,5 milhões de norte-americanos solicitando auxílio-desemprego desde meados de março, e a Casa Branca previu um salto impressionante na taxa mensal de desemprego do país.

As autoridades de saúde pública alertam que o aumento das interações humanas e da atividade econômica pode desencadear uma nova onda de infecções, assim como as medidas de distanciamento social parecem estar colocando sob controle os surtos de coronavírus.

O número de mortes aumentou

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos relataram no domingo 928.619 casos confirmados do novo coronavírus, um aumento de 32.853 em relação à contagem anterior, e informaram que o número de mortes aumentou em 2.020, elevando o total para 52.459.

A contagem do CDC foi realizada até às 17h do dia 25 de abril, ante os dados do dia anterior.

Os números informados pelo CDC não refletem necessariamente casos relatados por Estados individualmente. A contagem registrada no fim de semana é preliminar e será atualizada nesta segunda-feira.