Estados Unidos e Canadá perderam 3 bilhões de aves

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 20 de setembro de 2019 as 10:48, por: CdB

Estudo aponta que população de pássaros nos dois países diminuiu um quarto nos últimos 50 anos. Autores culpam uso de pesticidas e expansão da agricultura.

Por Redação, com DW – de Nova York

A população de pássaros nos Estados Unidos e no Canadá diminuiu um quarto desde 1970, o equivalente a quase 3 bilhões de aves a menos, segundo um estudo publicado na quinta-feira na revista Science.

Cerca de 90% da perda total ocorreu em somente 12 famílias de pássaros

A diminuição mais notável ocorreu em áreas rurais, provavelmente devido à redução dos campos e pradarias que deram lugar a plantações, bem como pelo uso de pesticidas que matam insetos, afetando a cadeia alimentar dos pássaros. Mas as aves que vivem nas florestas e em outras áreas também estão em declínio.

Cerca de 90% da perda total ocorreu em somente 12 famílias de pássaros e 19 espécies de pássaros comuns encontradas nos Estados Unidos e no Canadá, incluindo pardais, andorinhas, melros-pretos, tordos, tentilhões, mariquitas e cotovias do pardo. Cada uma destas espécies perdeu mais de 50 milhões de pássaros de suas populações.

– Os pássaros estão em crise – disse Peter Marra, diretor da Iniciativa Georgetown de Meio Ambiente da Universidade Georgetown e coautor do estudo.

– A mensagem a ser absorvida é que nossas descobertas se somam aos indícios crescentes de outros estudos que mostram declínios maciços de insetos, anfíbios e outros táxons, o que sinaliza uma crise ecológica generalizada – disse Marra.

– Os pássaros são a quintessência dos indicadores da saúde ambiental, como os canários em minas de carvão, e estão nos dizendo que é urgente agirmos para fazermos com que nosso planeta possa continuar a sustentar a vida selvagem e as pessoas.

As cifras são similares à diminuição observada em outros locais, particularmente na França, onde o Observatório Nacional de Biodiversidade calculou em 30% a diminuição das aves de campo entre 1989 e 2017.

Os patos e gansos

Os patos e gansos são a grande exceção no levantamento: suas populações, depois de terem sido ameaçadas, aumentaram desde 1970, graças à consciência dos caçadores que apoiaram as medidas de proteção e a restauração de áreas de pântanos, disse outro coautor do estudo, o ornitólogo Ken Rosenberg, da Universidade de Cornell e da American Bird Conservancy.

– Pássaros são um componente crítico de muitos ecossistemas. Eles servem de predadores e presas, dispersam sementes e fornecem serviços ao ecossistema como controle de pragas. Quando uma grande parcela da população é perdida, isso perturba toda a teia da vida, da qual todos dependemos – completou o ornitólogo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *