Estudante pede ao papa que pare de usar linguagem homofóbica

Arquivado em: Ásia, Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 21 de junho de 2024 as 13:45, por: CdB

Durante o evento, o estudante filipino também falou francamente ao papa sobre a discriminação na sua região contra minorias, como a muçulmana, e pediu ao líder da Igreja Católica para permitir o divórcio nas Filipinas, único país do mundo onde o divórcio é ilegal.

Por Redação, com ANSA – da Cidade do Vaticano

Um estudante filipino advertiu o papa Francisco na quinta-feira e pediu para ele parar de usar linguagem ofensiva ao se referir à comunidade LGBTQIA+.

Declaração foi dada durante um encontro por videoconferência entre o Pontífice e alguns estudantes

A declaração foi dada durante um encontro por videoconferência entre o Pontífice e alguns estudantes da Ásia, organizado pela Universidade Loyola.

Usando um lenço com as cores do arco-íris, Jack Lorenz Acebedo Rivera, um jovem de Mindanau e aluno da Universidade Ateneu de Manila, se dirigiu ao argentino e disse: “Por favor, pare de usar linguagem ofensiva contra a comunidade LGBTQIA+. Isso causa imensa dor”.

Reuniões à porta fechada no Vaticano

Recentemente, em reuniões à porta fechada no Vaticano, o papa utilizou duas vezes a palavra “frociaggine” (termo em italiano que pode ser traduzido como “viadagem”) para falar sobre uma seleção mais rigorosa no acesso aos seminários, criticando a admissão de pessoas “com tendências homossexuais”.

Após a primeira declaração, o líder religioso chegou a pedir desculpas a todos aqueles que se sentiram ofendidos pelo uso do termo ofensivo.

Durante o evento, o estudante filipino também falou francamente ao papa sobre a discriminação na sua região contra minorias, como a muçulmana, e pediu ao líder da Igreja Católica para permitir o divórcio nas Filipinas, único país do mundo onde o divórcio é ilegal.

Apesar de não ter respondido diretamente às afirmações de Jack, Jorge Bergoglio o aconselhou a diferenciar o amor verdadeiro do falso. “Escolha sempre o amor verdadeiro”, enfatizou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *