Estudantes podem se inscrever na Previdência Social

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado domingo, 2 de março de 2003 as 08:04, por: CdB

Brasília – Estudantes secundaristas ou universitários que desejam formalizar seu cadastro junto ao Regime Geral da Previdência Social (RGPS) não encontram dificuldades. Basta que tenham mais de 16 anos e procurem uma agência ou unidade da Previdência levando documentos de identificação (RG e CPF). A inscrição também pode ser feita pelo PrevFone (0800 780191) ou pelo site www.mps.gov.br.

A inscrição do estudante acontece no momento em que ele efetua a sua primeira contribuição, o equivalente a 20% sobre o mínimo de R$ 200,00 e o máximo de R$ 1.561,56. Para garantir um seguro no valor de um salário mínimo o estudante deve poupar, diariamente, R$ 1,33. No final do mês, ele terá economizado o valor mínimo de contribuição, que é de R$ 40,00.

Os estudantes, assim como os síndicos não remunerados e as donas-de-casa, estão classificados no RGPS na categoria de segurados facultativos. Em 2002, o número de inscrições destes contribuintes foi de 1,3 mil, o que significa crescimento de 45% em relação aos números de 2001.

A Previdência Social oferece aos estudantes e seus dependentes um seguro que disponibiliza desde o salário-maternidade até a pensão por morte. “Quanto mais cedo os estudantes se inscreverem e começarem a contribuir para o INSS, mais cedo eles terão direito aos benefícios previdenciários, como, por exemplo, a aposentadoria”, afirma a integrante do Comitê de Estabilidade Social, Maria Auxiliadora Corrêa.