EUA não podem fornecer mísseis Patriot à Turquia, diz Erdogan

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 26 de fevereiro de 2020 as 14:12, por: CdB

O presidente turco Recep Tayyip Erdogan afirmou nesta quarta-feira, que ainda não recebeu o apoio necessário dos Estados Unidos quanto à situação em Idlib, na Síria.

Por Redação, com Sputnik – de Ancara

O presidente turco Recep Tayyip Erdogan afirmou nesta quarta-feira, que ainda não recebeu o apoio necessário dos Estados Unidos quanto à situação em Idlib, na Síria.

http://i.correiodobrasil.com.br/I/2020/57/Erdogan.jpg
http://i.correiodobrasil.com.br/I/2020/57/Erdogan.jpg

O mandatário turco expressou o desejo de discutir a questão da província síria, fronteiriça da Turquia, com o presidente norte-americano Donald Trump.

– Ainda não há apoio. Será necessário manter conversações com Trump novamente – manifestou Erdogan em uma coletiva de imprensa, de acordo com o canal local NTV.

Exército sírio

A Turquia planeja expulsar as forças do Exército sírio de seus postos de observação militar na região de Idlib até final deste mês, garantiu Erdogan, apesar dos avanços das forças governamentais sírias, apoiadas por Moscou, de acordo com à agência inglesa de notícias Reuters. Em um discurso para os deputados do partido AK, Erdogan disse esperar que a questão do uso do espaço aéreo na região seja resolvida em breve.

Além disso, o presidente da Turquia acrescentou que os Estados Unidos atualmente não dispõem de sistemas de defesa antimíssil Patriot que possam fornecer à Turquia.

Ancara pediu aos Estados Unidos duas baterias Patriot para repelir ataques das tropas sírias em Idlib. Na última semana, uma autoridade do Pentágono disse à agência russa de notícias Sputnik que seu país ainda não tomou a decisão de aprovar o pedido, acrescentando que as negociações quanto à situação em Idlib continuam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *