EUA realocam 40 terroristas das prisões para sua base na Síria

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sábado, 7 de agosto de 2021 as 10:36, por: CdB

Estes relatos ocorrem em meio a notícias anteriores da mídia de que forças dos EUA são frequentemente avistadas transportando armamentos e equipamento logístico do Iraque para a Síria, além de contrabandear petróleo e trigo, enquanto os grupos armados continuam controlando partes do Nordeste da Síria, rico em petróleo e gás natural.

Por Redação, com Sputnik – de Beirute

Militares dos EUA transportaram 40 terroristas do Daesh de várias prisões para a sua base na província de Al-Hasakah, no nordeste da Síria, informa mídia do país.

EUA realocam 40 terroristas das prisões para sua base no nordeste da Síria, diz mídia

De acordo com a agência de notícias SANA, os terroristas foram realocados de prisões das Forças Democráticas Sírias (FDS, na sigla em inglês), compostas majoritariamente por milícias curdas, para a base dos EUA situada na cidade de Al-Shaddadi.

Fontes relataram à SANA que, entre os terroristas transferidos, há um comandante espião do Daesh (organização terrorista, proibida na Rússia e em vários outros países) e um especialista em engenhos explosivos. Os EUA vão alegadamente usar os militantes para os seus próprios fins na região.

Têm sido frequentes os relatos de que as forças norte-americanas realocam militantes para a sua base de Al-Tanf, não autorizada pelo governo sírio, na província síria de Homs. No início deste ano a mesma agência informou que a base, localizada junto à fronteira sírio-jordaniana, serve como “baluarte para os terroristas na região”, sendo aí que eles recebem armamentos.

Armamentos e equipamento

Estes relatos ocorrem em meio a notícias anteriores da mídia de que forças dos EUA são frequentemente avistadas transportando armamentos e equipamento logístico do Iraque para a Síria, além de contrabandear petróleo e trigo, enquanto os grupos armados continuam controlando partes do Nordeste da Síria, rico em petróleo e gás natural.

Vale ressaltar que as autoridades sírias declararam em várias ocasiões que a presença das forças estadunidenses nestas províncias viola a soberania do país, bem como o direito internacional, uma vez que Washington nunca foi autorizado a intervir e a estabelecer bases na Síria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code