EUA têm mais de 10 mil mortes por coronavírus em sete dias

Arquivado em: América do Norte, Manchete, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 2 de dezembro de 2020 as 11:18, por: CdB

Os Estados Unidos registraram 1.172 novas mortes por covid-19 na segunda-feira, acumulando mais de 10 mil mortes causadas pela doença nos últimos sete dias. Ao longo de todo o mês de novembro, cerca de 37 mil norte-americanos perderam a vida para o novo coronavírus.

Por Redação, com Sputnik – de Washington

Os Estados Unidos registraram 1.172 novas mortes por covid-19 na segunda-feira, acumulando mais de 10 mil mortes causadas pela doença nos últimos sete dias. Ao longo de todo o mês de novembro, cerca de 37 mil norte-americanos perderam a vida para o novo coronavírus.

EUA têm mais de 10 mil mortes por covid-19 em sete dias e passam de 270 mil óbitos
EUA têm mais de 10 mil mortes por covid-19 em sete dias e passam de 270 mil óbitos

O número total de mortes causadas pela covid-19 nos EUA chegou a 270.509, conforme revelam os dados mais recentes da Universidade Johns Hopkins. Desde o último dia 24 o país registrou 10.268 novas mortes causadas pela doença. O dia com mais mortes foi no dia 25 de novembro, quando foram registrados 2.227 óbitos no país, o número mais alto desde o dia 6 de maio.

Nova onda de casos da covid-19

Ao longo das últimas semanas, os EUA tiveram uma nova onda de casos da covid-19, resultando em quase 10 mil novas mortes semanais pelo vírus nas últimas três semanas, de acordo com os dados da universidade. Durante esse período o país tem registrado recordes sucessivos de casos diários de infecções pelo novo coronavírus. No último dia 27, os EUA registram 205.557 casos da doença, o maior registro diário de casos desde o início da pandemia no país.

No total, os EUA relataram mais de 13,6 milhões de novos casos de coronavírus desde janeiro. Enquanto a pandemia segue em alta no país, espera-se que pelo menos duas vacinas contra o novo coronavírus, desenvolvidas pelas farmacêuticas Moderna e Pfizer, comecem a ser distribuídas nos EUA até o final do ano.

A covid-19 foi detectada pela primeira vez em dezembro de 2019 na região de Wuhan, na China. A doença se espalhou rapidamente pelos principais centros urbanos do mundo e em março deste ano a Organização Mundial da Saúde (OMS) passou a designar a crise sanitária como uma pandemia. Os EUA são o país mais impactado pela doença em números absolutos de casos e de mortes.