Ex-governador tucano, Azeredo se entrega à polícia e já está preso

Arquivado em: Brasil, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 23 de maio de 2018 as 15:02, por: CdB

Condenado no processo do ‘mensalão tucano’, o ex-governador Eduardo Azeredo diz que vai se entregar.

 

Por Redação – de Belo Horizonte

 

O ex-governador de Minas Gerais Eduardo Azeredo (PSDB) chegou a ser considerado foragido da Justiça antes de se entregar à Polícia Civil, na tarde desta quarta-feira. Ele chegou a ser procurado em todos os endereços conhecidos; para o cumprimento do mandado de prisão expedido contra ele na véspera.

Deputado Eduardo Azeredo
O ex-deputado tucano Eduardo Azeredo (MG) encontra-se preso, em Belo Horizonte

Na segunda-feira, a 5ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Minas Gerais rejeitou por unanimidade o último recurso da defesa de Azeredo contra a condenação e, por 4 votos a 1, determinou a expedição imediata do mandado de prisão contra o tucano. Azeredo foi condenado a 20 anos e 1 mês de prisão no caso conhecido como mensalão tucano.

Procurado, o escritório de advocacia que representa o ex-governador disse que as negociações estavam em curso, momentos antes dele se entregar.

Derrotado

Azeredo, que também foi senador; deputado federal e presidente do PSDB, foi condenado por peculato (desvio de verba pública). Ele também responde por lavagem de dinheiro. A Justiça entendeu que houve um esquema de desvio de dinheiro público por meio de empresas estatais; para financiar irregularmente sua campanha ao governo de Minas em 1998.

Na época, Azeredo, que nega as irregularidades, tentava a reeleição. Mas acabou derrotado pelo ex-presidente da República Itamar Franco; já falecido.

A denúncia contra Azeredo foi aceita em 2007 pelo Supremo Tribunal Federal (STF), quando o tucano era senador. Em 2014, ele renunciou ao mandato de deputado federal. O caso, portanto, foi remetido à Justiça estadual mineira.

Azeredo