Ex-jogador da seleção inglesa é acusado de agressão sexual

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 19 de novembro de 2018 as 13:07, por: CdB

Gascoigne, que já passou diversas vezes por clínicas de reabilitação lutando contra vícios em álcool e drogas, jogou 57 vezes pela Inglaterra entre 1988 e 1998.

Por Redação, com Reuters – de Londres

O ex-meio-campista da Inglaterra Paul Gascoigne foi acusado de cometer agressão sexual a bordo de um trem, informou a polícia britânica nesta segunda-feira.

Gascoigne em luta de boxe Carl Frampton x Luke Jackson

Gascoigne, de 51 anos, ex-jogador do Tottenham Hotspur e do Newcastle United, conhecido como Gazza, foi detido na estação de trem Durham, no norte da Inglaterra, em agosto, e solto enquanto a polícia investigava o incidente.

– Paul Gascoigne foi acusado via requisição postal de um caso de agressão sexual por toque – disse a polícia de transporte britânica, em comunicado.

Gascoigne, que já passou diversas vezes por clínicas de reabilitação lutando contra vícios em álcool e drogas, jogou 57 vezes pela Inglaterra entre 1988 e 1998.

Ele ficou conhecido internacionalmente durante a Copa do Mundo de 1990, na Itália, por chorar após receber um cartão amarelo na semifinal contra a Alemanha que teria feito com que ele fosse suspenso da final caso a Inglaterra tivesse se classificado.

Inglaterra vence Croácia

A Inglaterra reagiu para se classificar para as semifinais da Liga das Nações da UEFA, com Harry Kane e Jesse Lingard marcando no final da vitória por 2 a 1 sobre a Croácia, que foi eliminada do Grupo A4 após a derrota em Wembley no domingo.

A Inglaterra ficou ameaçada de deixar o grupo após o croata Andrej Kramaric marcar aos 57 minutos, mas o substituto Lingard e Kane marcaram aos 77 e aos 85 minutos, respectivamente, em um vociferante Wembley, para virar o grupo de cabeça para baixo.

O time de Gareth Southgate havia dominado por grandes períodos, mas ficou para trás quando Kramaric marcou.

Os gols de Lingard e Kane, no entanto, garantiram que a Inglaterra terminasse no topo de um grupo onde as três equipes – incluindo a Espanha, que começou o dia em primeiro, mas terminou em segundo – poderiam ter se classificado.

A Inglaterra, que progrediu para a final em Portugal em junho, terminou com sete pontos, um à frente da Espanha e três à frente da Croácia, que foram rebaixados para a segunda divisão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *