Ex-ministra Nilcéa Freire morre aos 67 anos

Arquivado em: Destaque do Dia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado domingo, 29 de dezembro de 2019 as 11:56, por: CdB

Vítima de um câncer, morreu aos 66 anos, no Rio de Janeiro, a médica, ex-reitora da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), ex-dirigente da Fundação Ford no Brasil e ex-ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM), Nilcéa Freire.

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro

Vítima de um câncer, morreu no sábado, aos 67 anos, no Rio de Janeiro, a médica, ex-reitora da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), ex-dirigente da Fundação Ford no Brasil e ex-ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM), Nilcéa Freire, cuja carreira foi dedicada principalmente à defesa dos direitos das mulheres.

Ex-ministra Nilcéa Freire morre, no Rio, de câncer
Ex-ministra Nilcéa Freire morre, no Rio, de câncer

Como ministra, entre 2004 e 2011, ela esteve à frente do processo de discussão e articulação para a promulgação da Lei Maria da Penha (Lei 11.340/2006), cuja implementação seguiu defendendo mesmo após deixar a pasta, integrando o grupo de interlocução da Organização das Nações Unidas, ONU Mulheres Brasil, sobre a avaliação da implementação da lei.

Na UERJ, Nilcéa foi a primeira mulher a ocupar o cargo de reitora em universidade pública do estado, de 2000 a 2004. Na Fundação Ford, colaborou para a viabilidade de ações em favor dos direitos das mulheres, como na resposta à epidemia do vírus zika.

ONU Mulheres Brasil

– Foi uma mulher decisiva em uma série de agendas pelos direitos das mulheres brasileiras em colaboração com as mulheres do mundo. Exemplar no exercício de funções públicas, deixa legado honroso. É uma inspiração para muitas mulheres e meninas no Brasil e no mundo – disse, em nota, a representante da ONU Mulheres Brasil, Anastasia Divinskaya.

Neste domingo, diversos políticos, ativistas e movimentos sociais prestaram homenagens e manifestaram nas redes sociais pesar pela morte de Nilcéa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *