Ex-presidente do Peru se suicida para não ser preso por corrupção

Arquivado em: América Latina, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 17 de abril de 2019 as 12:50, por: CdB

Após realizar o disparo contra a própria cabeça, García foi levado ao hospital Casimiro Ulloa, mas não resistiu.

Por Redação, com Sputnik – de Lima

O ex-presidente peruano, Alan García, morreu em decorrência do ferimento após atirar contra si mesmo durante uma operação policial que pretendia prendê-lo por envolvimento em caso de corrupção ligado à empreiteira brasileira Odebrecht. Após realizar o disparo contra a própria cabeça, García foi levado ao hospital Casimiro Ulloa, mas não resistiu.

Ex-presidente peruano, Alan García

Segundo divulgado pela rede de televisão Telesur, o ex-presidente teria sofrido quatro paradas respiratórias durante uma intervenção cirúrgica antes de morrer no hospital na capital peruana, Lima.A Justiça peruana havia determinado

O presidente atual do Peru, Martín, Vizcarra, publicou no Twitter suas condolências pela morte de Alan García.

A Justiça do Peru havia determinado a prisão do ex-presidente, acusado de corrupção em caso ligado à Odebrecht na campanha eleitoral de 2006, conforme publicou o periódico peruano El Comercio.

Os policiais chegaram à casa de García também com um mandado de busca e apreensão. García teria falado com seus advogados em um cômodo separado da casa e pouco depois, relata o El Comercio, ouviu-se um disparo.

Alan García Pérez, nascido em 23 de maio de 1949, foi presidente do Peru por dois mandatos, entre 1985 e 1990 e depois entre 2006 e 2011.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *