Ex-presidente da Uefa Lennart Johansson morre aos 89 anos

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 5 de junho de 2019 as 12:30, por: CdB

Johansson, presidente da Uefa de 1990 a 2007, foi um dos principais responsáveis pela formatação da Liga dos Campeões, dando uma nova identidade à maior competição de clubes do continente, um hino cativante e um alcance mundial.

Por Redação, com Reuters – de Estocolmo

O sueco Lennart Johansson, que comandou o futebol europeu durante 17 anos e transformou a Liga dos Campeões em uma potência comercial global, morreu aos 89 anos devido a uma doença, anunciou a Associação Sueca de Futebol nesta quarta-feira.

Ex-presidente da Uefa Lennart Johansson na sede da entidade em Nyon

Johansson, presidente da Uefa de 1990 a 2007, foi um dos principais responsáveis pela formatação da Liga dos Campeões, dando uma nova identidade à maior competição de clubes do continente, um hino cativante e um alcance mundial.

Sua gestão testemunhou grandes fluxos de renda para os grandes times europeus, que tornaram Manchester United, Barcelona, Real Madrid, Bayern de Munique e outros empreendimentos multibilionários e seus jogadores astros globais.

– O futebol mundial sempre será grato a ele por tudo que ele conquistou para este lindo esporte – disse o presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, em um comunicado. A Associação Sueca disse que o futebol do país está de luto.

Johansson assumiu o maior cargo do futebol europeu em um momento turbulento no qual o dinheiro da cobertura de televisão jorrava no esporte e os jogadores ganhavam liberdade total para trocar de países e clubes na Europa.

– Não era coisa certa que a Uefa teria sucesso lidando com todas estas mudanças dramáticas – disse a Associação Sueca.

– A Liga dos Campeões se tornou um sucesso enorme, mas a outra grande conquista de Lennart Johansson foi encontrar um equilíbrio frágil entre as exigências dos grande clubes e as necessidades da família do futebol como um todo.

Em 2007, Johansson deixou a presidência da entidade depois de ser derrotado em uma eleição por Michel Platini.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *