Ex-técnico da Espanha diz que não iria querer Neymar de volta

Arquivado em: Destaque do Dia, Futebol, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 5 de setembro de 2019 as 12:18, por: CdB

Ex-técnico da Espanha, Vicente del Bosque disse que não teria levado Neymar de volta à liga espanhola se comandasse o Barcelona ou o Real Madrid.

Por Redação, com Reuters – de Madri/Milão

Ex-técnico da Espanha, Vicente del Bosque disse que não teria levado Neymar de volta à liga espanhola se comandasse o Barcelona ou o Real Madrid, embora reconheça as qualidades extraordinárias do brasileiro como jogador.

Técnico da Espanha, Vicente del Bosque

O Barcelona fez várias reuniões com o Paris Saint-Germain para levar o atacante de volta a Camp Nou dois anos depois de o brasileiro trocar o Barça pelo time francês pelo valor recorde de cerca de US$ 245 milhões.

Mas os dois clubes não conseguiram fechar um acordo antes de 2 de setembro, a data final da janela de transferência. O diretor esportivo do PSG, Leonardo, afirmou que os campeões espanhóis não pagaram o preço solicitado.

Leonardo também reconheceu que seu time conversou com o Real Madrid sobre o atacante.

Neymar marcou 51 gols para o PSG, mas suas duas temporadas na França foram ofuscadas por lesões graves em momentos cruciais da campanha.

Ele também teve uma discussão em campo com o colega Edinson Cavani para decidir uma cobrança de pênaltis.

A liga espanhola

– Acho que teria sido bom para a liga espanhola se ele tivesse voltado, mas se eu fosse técnico de um clube não o teria trazido de volta – disse Del Bosque à rede de televisão espanhola Estudio Estadio.

– Embora admita que ele é um jogador brilhante, não o tenho em muito alta conta por outras razões.

Del Bosque, que conquistou a Copa do Mundo de 2010 e a Euro 2012 como treinador da Espanha, e ainda dois títulos da Liga dos Campeões no comando do Real, também criticou Neymar por “se comportar muito mal” quando deixou o Barcelona em 2017.

Capitão da Juventus Chiellini

O capitão da Juventus, Giorgio Chiellini, ficará afastado por cerca de seis meses após passar por uma cirurgia devido a um ligamento rompido no joelho, informaram os campeões italianos.

O zagueiro central, de 35 anos, sofreu a lesão durante uma sessão de treinamento na sexta-feira, e o novo contratado Matthijs de Ligt o substituiu no elenco da Juventus na vitória de 4 a 3 sobre o Nápoli no final de semana.

“Giorgio Chiellini passou por uma cirurgia para reconstruir o ligamento cruzado anterior do joelho direito”, disse o time em um comunicado na terça-feira.

“A intervenção, realizada na clínica Hochrum de Innsbruck pelo professor Christian Fink na presença do médico da Juventus, doutor Tzouroudis, foi perfeitamente bem-sucedida”.

“O tempo de recuperação esperado é de cerca de seis meses”.

A Juve venceu as duas primeiras partidas da atual temporada da liga italiana e busca seu nono título consecutivo, mas agora precisará fazê-lo sem Chiellini durante a maior parte da campanha.

É provável que o jogador da Itália volte em março, o que significa que pode estar em forma para as quartas de final da Liga dos Campeões se o clube alcançá-las.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *