Explosão de bomba deixa civis mortos na Península do Sinai

Arquivado em: Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 25 de outubro de 2018 as 14:16, por: CdB

A explosão aconteceu depois que uma caminhonete, na qual estava um grupo de pedreiros, passou em cima de uma bomba plantada na estrada.

Por Redação, com EFE – do Cairo

Dois civis morreram nesta quinta-feira na explosão de uma bomba no sul da cidade de Al Arish, capital da província egípcia do Norte do Sinai, onde acontece uma ofensiva contra uma filial do grupo jihadista Estado Islâmico (EI), informaram à agência EFE fontes de segurança e médicas.

Dois civis morreram nesta quinta-feira na explosão de uma bomba no sul da cidade de Al Arish

A explosão aconteceu depois que uma caminhonete, na qual estava um grupo de pedreiros, passou em cima de uma bomba plantada na estrada, provocando a morte de dois civis e ferimentos em outros oito, segundo disse à EFE uma fonte militar que pediu para não ser identificada.

Desde o último mês de fevereiro, o exército e a polícia do Egito realizam uma grande operação antiterrorista na península do Sinai, no nordeste do Egito, para acabar com os grupos que operam na região, entre eles o Wilayat Sina, a filial do EI.

Nessa ofensiva morreram pelo menos 429 supostos terroristas e 30 militares, segundo os dados divulgados periodicamente pelo exército.

No entanto, o comando militar não informa sobre a morte de civis na região.

Além disso, nessa província rege um estado de exclusão militar, razão pela qual os meios de comunicação não podem ter acesso ao terreno nem verificar as informações facilitadas pelo exército ou pelo Ministério de Interior, que são as únicas fontes permitidas pelo governo egípcio.

O Egito está em estado de emergência desde abril de 2017, como resposta a uma série de atentados terroristas contra igrejas no delta do Nilo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *