Explosão em edifício residencial deixa mortos e desaparecidos na Rússia

Arquivado em: Europa, Manchete, Mundo, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 31 de dezembro de 2018 as 10:30, por: CdB

As equipes de salvamento encontraram quatro corpos entre os escombros, mas também já conseguiram resgatar várias pessoas, entre elas duas crianças.

Por Redação, com EFE – de Moscou

Pelo menos quatro pessoas morreram e outras 68 estão desaparecidas após o desabamento parcial de um edifício residencial nesta segunda-feira na cidade de Magnitogorsk, na região de Cheliabinsk (Rússia), supostamente provocado por uma explosão de gás.

Explosão em edifício residencial deixa 4 mortos e 68 desaparecidos na Rússia

As equipes de salvamento encontraram quatro corpos entre os escombros, mas também já conseguiram resgatar várias pessoas, entre elas duas crianças.

Segundo o Ministério para Situações de Emergência da Rússia, nos 48 apartamentos danificados, mas não se sabe quantas estavam em casa e quantas estão em viagem de férias.

– Sabemos de 52 pessoas: 16 foram evacuadas, quatro foram hospitalizadas e 28 entraram em contato com as autoridades – além dos quatro mortos, informou o gabinete de imprensa do governador de Chelyabinsk.

As autoridades acreditam que há mais desaparecidos sob os escombros, embora não se descarte que parte deles não tenha passado a noite no edifício e se comuniquem nas próximas horas com os serviços de emergência para informar seu paradeiro.

No total, mais de mil pessoas moram no edifício, e o trabalho de resgate é dificultado pelas baixas temperaturas, em torno de 30 graus abaixo de zero em Magnitogorsk, perto da fronteira com o Cazaquistão.

A ministra da Saúde da Rússia, Veronika Skvortsova, e o de Situações de Emergência, Yevgeny Zinichev, viajaram a Magnitogorsk para coordenar as operações de assistência por ordem do presidente, Vladimir Putin.

As explosões de gás são frequentes na Rússia, onde a grande maioria dos edifícios residenciais foram construídos nos tempos da União Soviética com materiais de baixa qualidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *