Explosão em prédio residencial deixa feridos na Suécia

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 28 de setembro de 2021 as 14:28, por: CdB

Centenas de pessoas foram retiradas das imediações dos apartamentos onde a explosão ocorreu. A polícia local iniciou uma investigação para apurar as causas do incidente e as circunstâncias da explosão. O prédio foi isolado.

Por Redação, com ABr e Sputnik – de Gotemburgo/Bagdá 

Ao menos 25 pessoas foram levadas para o hospital depois de uma explosão em um edifício residencial em Gotemburgo, na Suécia. Ainda não são conhecidas as causas da explosão.

Ao menos 25 pessoas foram levadas até agora para o hospital

As autoridades estão no local não só para prestar assistência, mas também para investigar a origem da explosão.

Os serviços de emergência estão ajudando pessoas que ficaram feridas, e os bombeiros combatem o fogo.

“Vários apartamentos foram afetados”, dizem as autoridades locais. “Não é clara, no momento, a origem da explosão”.

Vítimas

Quatro das pessoas transportadas para o Hospital Universitário de Sahlgrenska estão gravemente feridas.

Centenas de pessoas foram retiradas das imediações dos apartamentos onde a explosão ocorreu.

A polícia local iniciou uma investigação para apurar as causas do incidente e as circunstâncias da explosão. O prédio foi isolado.

Fumaça surge em base militar dos EUA no Iraque

Washington e Bagdá assinaram em julho um acordo que prevê a retirada das forças de combate norte-americanas do Iraque. As bases dos EUA no Oriente Médio têm sido sujeitas a ataques por milícias.

Um correspondente da emissora Al Mayadeen filmou imagens de uma enorme nuvem de fumaça negra que, segundo informações, saía da base militar norte-americana de Camp Victory nos arredores de Bagdá, Iraque.

As imagens, filmadas a partir de um veículo viajando ao longo de uma estrada local, mostram uma coluna negra que se estende por centenas de metros no céu, erguendo-se enquanto nuvens menores de fumaça branca, podendo ser vapor de água causado por tentativas de apagar o fogo, rodeiam sua base.

Camp Victory é uma importante instalação militar situada junto do Aeroporto Internacional de Bagdá, Iraque, e serviu como sede das Forças dos EUA no Iraque até ser transferida de volta ao controle do governo iraquiano em 2011.

A base tem sido alvo de repetidos ataques com drones nos últimos meses e acredita-se que visassem as forças norte-americanas ainda aquarteladas nas instalações.

Em junho, o gabinete de Mustafa al-Kadhimi, primeiro-ministro iraquiano, informou que um “grupo fora da lei” atacou a base usando três drones armadilhados e foi relatado que um deles foi abatido.

Em maio, a Camp Victory foi atingido por foguetes. Um mês antes disso, foi atingido em um outro ataque de foguetes.

Em julho, o Iraque e os EUA chegaram a um acordo sobre a retirada de todas as forças de combate norte-americanas do país do Oriente Médio até o final de 2021. O acordo foi assinado após mais de um ano e meio de negociações e dezenas de ataques das milícias às forças e bens dos EUA.

Algumas milícias xiitas aliadas a Bagdá expressaram insatisfação com o acordo, que permite que uma quantidade limitada de tropas dos EUA permaneça no país, e insistiram que todo o pessoal norte-americano, incluindo treinadores, agentes de inteligência e pessoal da Força Aérea, parta imediatamente. As milícias têm realizado ataques com artilharia, drones e bombas à beira das estradas visando as forças, instalações e comboios logísticos dos EUA.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code