Facebook diz que Apple rejeitou tentativa de informar usuários sobre taxas da App Store

Arquivado em: Destaque do Dia, Internet, Redes Sociais, Tablet & Celulares, Tecnologia, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 28 de agosto de 2020 as 11:41, por: CdB

O Facebook disse que a Apple rejeitou sua tentativa de informar aos usuários que a empresa ficaria com uma taxa de 30% nas vendas de um novo recurso de eventos online, forçando o Facebook a remover a mensagem para poder lançar a ferramenta.

Por Redação, com Reuters – de São Francisco/Nova York

O Facebook disse à agência inglesa de notícias Reuters na quinta-feira que a Apple rejeitou sua tentativa de informar aos usuários que a empresa ficaria com uma taxa de 30% nas vendas de um novo recurso de eventos online, forçando o Facebook a remover a mensagem para poder lançar a ferramenta.

Facebook diz que Apple barrou tentativa de informar usuários sobre taxas da App Store
Facebook diz que Apple barrou tentativa de informar usuários sobre taxas da App Store

O Facebook disse que a Apple citou uma regra da App Store que impede os desenvolvedores de mostrar informações “irrelevantes” aos usuários.

“Agora, mais do que nunca, devemos ter a opção de ajudar as pessoas a entender para onde o dinheiro que gastam com pequenas empresas realmente vai. Infelizmente, a Apple rejeitou nosso aviso de transparência sobre a taxa de 30%, mas ainda estamos trabalhando para disponibilizar essas informações dentro da experiência do aplicativo”, disse o Facebook em comunicado.

A Apple não respondeu a um pedido de comentário.

O Facebook anunciou no início deste mês que planeja lançar uma nova ferramenta que permitiria que influenciadores e outras empresas criassem eventos online pagos como uma forma de compensar a receita perdida durante a pandemia de covid-19.

A empresa disse que pediu à Apple que a isentasse da taxa de 30% que a fabricante do iPhone cobra para compras dentro de aplicativos para que o Facebook pudesse repassar todas as receitas de eventos aos proprietários de empresas, mas a Apple recusou.

Taxa da Apple

O Facebook tinha como objetivo avisar os usuários sobre a taxa da Apple, de acordo com protótipos da ferramenta, mas a Reuters descobriu na quinta-feira que a mensagem prometida não estava presente no novo recurso de eventos.

A gigante de mídia social também planejou dizer aos usuários da Play Store do Google que a Alphabet não cobraria uma taxa, mas a mensagem também não foi exibida, descobriu a Reuters.

Apple e Tesla

As ações da Apple e da Tesla ficarão mais baratas na próxima segunda-feira, quando seus desdobramentos entram em vigor, em teoria tornando-as mais acessíveis a investidores de varejo, mas conforme mais corretoras oferecem ações fracionárias, alguns no mercado questionam a sua necessidade.

Investidores aprovaram os anúncios da Apple e da Tesla, ajudando a estender o rali das ações das empresas, que junto com muitas outras de tecnologia, tiveram grande alta à medida que o mercado emergia das mínimas de março induzidas pela pandemia.

Isso fez com que deter ações dessas empresas parecesse fora do alcance de muitos investidores de varejo. A Apple fechou em mais de 500 dólares por ação na quinta-feira, enquanto a Tesla continuou sua ascensão meteórica para acima de US$ 2,2 mil  por ação. Os papéis da Apple irão se desdobrar de um para quatro, enquanto os da Tesla de um para cinco.

No ano passado, corretoras digitais como Robinhood, Charles Schwab e Fidelity, junto com várias casas menores, começaram a oferecer frações de ações individuais.

– A propriedade de ações fracionadas … realmente torna o preço de uma ação irrelevante – disse Julian Emanuel, estrategista-chefe de ações e derivativos da BTIG.

– Pessoas da minha idade cresceram com tecnologia e gostamos de investir em empresas relacionadas à tecnologia, como Tesla, Amazon e Google, e se não fosse por ações fracionárias, não seríamos realmente capazes de tomar vantagem disso – disse Jaidan Craig, um técnico de suporte.

Craig, que tem 23 anos, disse que vem investindo há dois ou três anos, primeiro na Robinhood, que permite que as pessoas invistam apenas um dólar em qualquer empresa listada, e depois foi para uma corretora chamada M1, que enfatiza a diversificação de seus investimentos. Ele disse que, sem o investimento fracionário, não poderia ter construído uma carteira tão completa.

– À medida que a negociação de ações fracionárias se torna mais popular nas corretoras de varejo, a importância e a necessidade de desdobramento de ações diminuem – disse Rebecca Moretti, da Robinhood Snacks.

Apenas três integrantes do S&P 500 anunciaram desdobramentos em 2020, em comparação com uma média de 10 empresas por ano na última década, de acordo com o S&P Dow Jones Indices.

As empresas que desdobraram suas ações no ano passado tiveram, de fato, desempenho inferior ao S&P 500 mais amplo, disse Emanuel da BTIG.