Família é detida em Copacabana por desrespeitar quarentena

Arquivado em: Destaque do Dia, Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 21 de abril de 2020 as 15:30, por: CdB

Mesmo após a Polícia Militar alertar uma família por duas vezes para sair do mar na praia de Copacabana nesta terça-feira , o grupo permaneceu na água, sendo retirado pelos agentes.

Por Redação, com Sputnik – do Rio de Janeiro

Mesmo após a Polícia Militar alertar uma família por duas vezes para sair do mar na praia de Copacabana nesta terça-feira , o grupo permaneceu na água, sendo retirado pelos agentes.

Família é detida em Copacabana por desrespeitar quarentena e entrar no mar
Família é detida em Copacabana por desrespeitar quarentena e entrar no mar

Cerca de cinco banhistas foram então levados em duas viaturas para a 13ª Delegacia de Polícia (DP), em Ipanema, para prestar esclarecimentos, segundo o diário conservador O Globo.

Os policiais pediram para os membros da família saírem da água usando apitos por duas vezes. Como não foram atendidos, retiraram as pessoas do mar, o que acabou provocando uma aglomeração no calcadão da orla.

O fato ocorreu na altura do Posto 6. Decreto do governador Wilson Witzel, de 19 de março, determina o isolamento social e veta o uso da praia devido à epidemia do coronavírus.

O texto do decreto diz que não é permitido “frequentar praia, lagoa, rio e piscina pública”. Mesmo assim, muitas pessoas continuam se exercitando nessas áreas ou permanecendo nas areias.

Em publicação de hoje no Twitter da Guarda Municipal do Rio de Janeiro, é possível ver muitas pessoas na praia do Arpoador. O órgão disse que o local recebia “grande movimentação”, e por isso a sirene de uma viatura foi “ligada para dispersar os cidadãos”.

Surfistas já foram tirados da água

A quarentena está em vigor até o dia 30 de abril no Rio de Janeiro, mas, nesta quinta-feira o governador decidirá se flexibilizará as medidas de isolamento social.

O caso em Copacabana não foi o primeiro de pessoas retiradas na praia no estado do Rio e no Brasil. No início de abril, duas mulheres foram detidas por agentes do programa Niterói Presente enquanto caminhavam na praia de Icaraí.

Em Ubatuba, em São Paulo, dois surfistas foram detidos no dia 7 de abril na praia de Itamambuca, segundo o portal G1. Em 22 de março, uma surfista foi retirada da água em Guarujá, em São Paulo, de acordo com o portal UOL.

As medidas de isolamento foram adotadas pela maioria de governadores e prefeitos do país seguindo recomendação da Organização Mundial da Saúde. Alguns grupos, no entanto, pedem a flexibilização das regras, postura defendida pelo presidente Jair Bolsonaro.

O último boletim do Ministério da Saúde sobre a evolução da epidemia, divulgado na segunda-feira, diz que o Brasil registra 40.581 casos da covid-19 e 2.757 mortos.