Família feita refém é libertada na Zona Oeste do Rio

Arquivado em: Destaque do Dia, Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018 as 11:41, por: CdB

Ele ficou no local por mais de uma hora, até que policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) conseguiram negociar com o criminoso e ele se rendeu

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro:

Seis pessoas de uma família que eram feitas reféns por um criminoso na Zona Oeste do Rio de Janeiro foram libertadas nesta quinta-feira. De acordo com a Polícia Militar, um criminoso praticava roubos na região de Senador Vasconcelos nesta manhã e acabou entrando na casa dessa família durante a fuga.

Homem que mantia família refém se entrega à polícia

Ele ficou no local por mais de uma hora, até que policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) conseguiram negociar com o criminoso e ele se rendeu. Com ele foi apreendida uma pistola 9 milímetros.

Ainda segundo a Polícia Militar, os seis reféns saíram ilesos. Na casa havia uma mulher, dois adolescentes e três crianças.

Angra dos Reis

Cinco suspeitos foram mortos durante uma ação do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope); iniciada na noite de terça-feira e que só terminou na madrugada de quarta na comunidade Parque Belém; em Angra dos Reis, no sul Fluminense. A operação foi deflagrada após enfrentamento entre as facções rivais Comando Vermelho e Terceiro Comando Puro; que tem causando pânico na região desde a última sexta-feira.

A troca de tiros entre os policiais e suspeitos ocorreu na Rodovia Rio-Santos. Durante o conflito; motoristas que passavam pela via tentaram voltar pela contramão e outros abandonaram seus carros com medo de serem atingidos.

De acordo com a Polícia Militar, após o intenso tiroteio; as equipes iniciaram vasculhamento na área e foram encontrados quatro suspeitos feridos. Foram apreendidos dois fuzis, duas pistolas, duas réplicas de pistola, 2.704 pinos de cocaína e 200 trouxinhas de maconha.

Os quatro foram levados para o Hospital Geral de Japuíba, mas não resistiram aos ferimentos. Um outro suspeito foi encontrado ferido horas depois; mas também não resistiu ao ferimento.

Um policial do Bope foi ferido na mão por estilhaços de um projétil de arma de fogo, atendido no Hospital de Japuíba e liberado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *