Federer, Nadal e Djokovic apoiam campanha contra injustiça racial

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Esportes Olímpicos, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 3 de junho de 2020 as 12:45, por: CdB

Roger Federer, Rafael Nadal e Novak Djokovic estão entre os tenistas que se uniram à campanha #BlackOutTuesday contra a injustiça racial, enquanto protestos continuam pela morte de George Floyd, um negro desarmado que morreu sob custódia policial.

Por Redação, com Reuters – de  Londres

Roger Federer, Rafael Nadal e Novak Djokovic estão entre os tenistas que se uniram à campanha #BlackOutTuesday contra a injustiça racial, enquanto protestos continuam pela morte de George Floyd, um negro desarmado que morreu sob custódia policial.

Homem e mulher dão as mãos em protesto pela morte de George Floyd
Homem e mulher dão as mãos em protesto pela morte de George Floyd

Floyd morreu depois que um policial branco pressionou o joelho sobre seu pescoço por quase nove minutos em Mineápolis em 25 de maio.

Número 1 do mundo, Djokovic postou imagem em preto nas suas páginas do Twitter e do Instagram com a mensagem Black Lives Matter, e foi acompanhado por Federer e Nadal.

Maria Sharapova, Petra Kvitova e Stan Wawrinka, vencedores de torneios Grand Slam, estavam entre outros tenistas que expressaram apoio à campanha.

O fenômeno adolescente afro-americano Coco Gauff e a japonesa Naomi Osaka também manifestaram indignação pela morte de Floyd.

Ao responder postagem de Federer no Instagram, Gauff, de 16 anos, comentou: “Clique no link da minha biografia para obter recursos sobre como você pode ajudar! Obrigado.”

O quadrado preto

Osaka, cujo pai é haitiano e a mãe é japonesa, disse que as pessoas deveriam fazer mais do que postar “o quadrado preto”.

A Associação de Tênis dos Estados Unidos (USTA) publicou uma captura de tela preta e uma declaração contra o racismo em suas mídias sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *