Ferguson critica interesse de empresário dos EUA pelo United

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado domingo, 21 de novembro de 2004 as 12:50, por: CdB

Alex Ferguson, treinador do Manchester United, entrou no debate sobre a possível compra do clube pelo empresário norte-americano Malcom Glazer, afirmando: “Não queremos o clube na mão de outras pessoas”,

A direção do Manchester recusou no mês passado a oferta do empresário de 1,5 bilhão de dólares pelo clube.

No entanto, Glazer, segundo maior acionista do clube inglês, com 28,11 % das ações, usou sua posição na direção para votar pela saída de três diretores durante a reunião anual da empresa, realizada este mês.

Vários grupos organizados de torcedores são contra a compra do clube por Glazer e Ferguson afirmou que a vontade da torcida é mais importante.

– Há uma forte ligação do clube com a torcida, como nunca houve –  disse ele em entrevista ao jornal Sunday Times.

– Os torcedores e eu também não queremos que o clube passe para as mãos de quem quer que seja.

– Eu tenho tentado sempre ser uma ponte entre os torcedores e o clube. Tenho apoiado os torcedores em várias de suas sugestões e demandas. É importante para o clube ouvir seus torcedores.

O jornal The Observer afirmou neste domingo que o Manchester United poderia oferecer ao empresário americano uma cadeira na diretoria se ele parar por um ano com suas tentativas de comprar o clube.