Fernández adia encontro com Bolsonaro, após avaliar o quadro regional

Arquivado em: América Latina, Mundo, Últimas Notícias
Publicado domingo, 16 de fevereiro de 2020 as 17:28, por: CdB

O líder argentino prefere avaliar melhor o quadro geopolítico da região, “antes de conversar com seu principal vizinho sobre a agenda econômica”, disse um integrante do governo argentino.

Por Redação, com agências de notícias – de Brasília e Buenos Aires

O presidente argentino, Alberto Fernández, adia o encontro que teria com o contraparte brasileiro, Jair Bolsonaro (sem partido), para uma próxima ocasião. Fernández não irá à posse do colega eleito do Uruguai, Luis Lacalle Pou. A relação entre os dois governantes, que sempre foi antagônica, agora passa por uma reavaliação, em face do quadro político latino-americano e o enfraquecimento da onda neofascista que colocou no poder o governante brasileiro, ora em declínio.

Alberto Fernández avalia o novo quadro geopolítico latino-americano, antes de conversar com Bolsonaro
Alberto Fernández avalia o novo quadro geopolítico latino-americano, antes de conversar com Bolsonaro

O líder argentino prefere avaliar melhor o quadro geopolítico da região, “antes de conversar com seu principal vizinho sobre a agenda econômica”, disse um integrante do governo porteño, em comentário ouvido durante reunião social em Buenos Aires por uma fonte do Correio do Brasil, que mantém o anonimato. O plano econômico de Bolsonaro, segundo avaliação de analistas argentinos, segue no mesmo caminho daquele trilhado no governo que antecedeu, imediatamente, o de Fernández.

Aceno

Segundo a explicação oficial, Alberto Fernández alega que uma série de encontros pré-agendados o impedirá de comparecer à cerimônia, em Montevideo. No dia da posse do presidente uruguaio, o mandatário argentino pronunciará um discurso durante a abertura dos trabalhos legislativos deste ano, no Congresso.

O presidente Bolsonaro recebeu com surpresa a notícia veiculada na mídia argentina, neste domingo. Na quinta-feira, o brasileiro recebeu o ministro das Relações Exteriores da Argentina, Felipe Solá, e confirmou, após a reunião, o encontro com Fernández.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *