Festival de Berlim 2021 não terá melhor ator e nem melhor atriz

Arquivado em: Arquivo CDB, Boletim, Cultura, Destaque do Dia, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 24 de agosto de 2020 as 15:26, por: CdB
O tandem que dirige o Festival Internacional de Cinema de Berlim

O próximo Festival Internacional de Cinema, Berlinale, já tem data marcada: será do 11 ao 21 de fevereiro de 2021. Será também um festival com presença física e não online, como nos anos anteriores, observando-se as medidas de segurança para os convidados e imprensa, fixadas pelas autoridades para a cidade de Berlim, dentro de seis meses. Haverá um modelo híbrido, físico e online, para o Mercado do Filme Europeu.

Não haverá mais premios de melhor ator e melhor atriz, porém prêmio de melhor desempenho ou interpretação e prêmio de melhor coadjuvante, tornando-se neutra a premiação em questão de gênero.

Ajustes na estrutura do festival, na programação dos filmes e no número total de filmes convidados serão definidos pela direção do festival nas próximas semanas.

A seção Geração exibirá apenas filmes longas-metragens com mais de 60 minutos, sem curtas-metragens, nas duas competições Geração Kplus e Geração 14plus.

As inscrições de filmes poderão ser feitas a partir do 1 de setembro. Os regulamentos estão no site www.berlinale.de

“Os festivais e os mercados são locais de encontro e comunicação. Isso se aplica tanto ao público quanto à indústria. Vemos um importante ponto de venda único dos festivais numa relação viva com o público. Em tempos de pandemia corona, tornou-se ainda mais claro o quanto também precisamos de espaços de experiência analógicos na cultura ”, diz a dupla da direção da Berlinale, Mariette Rissenbeek e Carlo Chatrian. “Estamos satisfeitos que festivais com público no local estejam ocorrendo lentamente em todo o mundo e desejamos aos nossos colegas muita sorte.”

Prêmios de gênero neutro

A Berlinale reorganizou os prêmios atribuídos pelo júri internacional da competição. Pela primeira vez, os prêmios de atuação são definidos de uma forma neutra em termos de gênero. Em lugar de prêmios para o melhor ator e a melhor atriz, haverá um “Urso de Prata para Melhor Atuação em Papel Principal” e um “Urso de Prata para Melhor Atuação em Papel Coadjuvante”.

Outra inovação é o “Prêmio Urso de Prata do Júri”.

O antigo “Prêmio Alfred Bauer de Urso de Prata” foi suspenso em 2020 devido às novas descobertas sobre a atuação do primeiro diretor da Berlinale, Alfred Bauer, durante o regime nacional-socialista e não será mais concedido no futuro. Um estudo histórico especializado sobre Alfred Bauer estará disponível no final do verão e será publicado.

O júri internacional da competição concederá os seguintes oito prêmios em 2021:

Urso de Ouro para o melhor filme (para os produtores)

· Prêmio Urso de Prata do Grande Júri

· Urso de Prata para Melhor Direção

· Prêmio do Júri, Urso de Prata

· Urso de Prata pelo melhor desempenho em uma função de liderança

· Urso de Prata pelo melhor desempenho em uma função de apoio

· Urso de Prata para o melhor roteiro

· Urso de Prata para uma Excelente Realização Artística

“Deixar de separar os prêmios no campo da atuação por gênero é um sinal para uma consciêntização mais sensível ao gênero na indústria cinematográfica”, comentou a dupla de diretores da Berlinale, Mariette Rissenbeek e Carlo Chatrian.

Rui Martins estará em Berlim, do 11 ao 21, cobrindo o Festival Internacional de Cinema.