FGV registra inflação geral em queda e deflação no preço de alimentos

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado segunda-feira, 20 de junho de 2005 as 10:40, por: CdB

A inflação da semana encerrada em 15 de junho, medida pela Fundação Getúlio Vargas, continua a trajetória de queda. A taxa ficou em 0,24%, ante 0,61% da semana anterior, e foi o menor resultado desde a última semana de outubro do ano passado, quando o Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) ficou em 0,10%. Os dados divulgados nesta segunda pela Fundação Getúlio Vargas mostram que os preços de todas as sete classes de despesas que compõem o índice apresentaram desaceleração, com destaque para alimentação e habitação.

Esta foi a primeira vez no ano que o grupo Alimentação registrou taxa negativa (-0,20%). As principais quedas foram de hortaliças e legumes. Já no grupo Habitação o movimento de desaceleração foi puxado pela ausência de reajuste dos preços administrados. Houve apenas um resíduo do reajuste da tarifa de eletricidade residencial, incorporado no mês passado.

O comunicado da FGV destaca, ainda, a primeira grande desaceleração nos preços dos artigos de vestuário desde a entrada da nova coleção outono-inverno (de 2,29% para 1,62%).

Nesta edição do IPC-S, seis das sete capitais pesquisadas registraram recuo na inflação, sendo que Salvador teve a maior desaceleração (de 1,28% para 0,65%). Brasília foi a única a registrar aceleração (de 0,25% para 0,32%).

Os preços para cálculo do índice de 15 de junho foram coletados entre os dias 16 de maio e 15 de junho e comparados aos coletados entre 16 de abril e 15 de maio.