Fifa faz balanço positivo do uso do VAR durante a Copa do Mundo

Arquivado em: Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 18 de julho de 2018 as 14:42, por: CdB

Supervisor do projeto de implantação do VAR, o croata Zvonimir Boban, secretário-geral adjunto da Fifa, se disse orgulhoso do trabalho realizado

Por Redação, com EFE – de Zurique:

A Fifa fez balanço positivo nesta quarta-feira da utilização do sistema de auxílio por vídeo aos árbitros (VAR), durante a realização da Copa do Mundo da Rússia, que foi encerrada há três dias, com vitória da França sobre a Croácia por 4 a 2.

A Fifa fez balanço positivo nesta quarta-feira da utilização do sistema de auxílio por vídeo aos árbitros

– Nos comprometemos que esse seria o melhor Mundial da história, e assim foi. Os árbitros constituem uma parte crucial desta conquista, já que as atuações deles foram da mais alta qualidade – diz comunicado emitido pelo suíço Gianni Infantino, presidente da entidade.

O texto apontou que nos 64 jogos da competição, 455 incidentes foram checados pelos auxiliares de vídeo (7,1 por partida) e foram feitas 20 revisões pelo VAR, inclusive, no primeiro gol dos franceses na decisão.

– Nos agrada constatar a aceitação generalizada por parte de jogadores, técnicos e torcedores, assim como da imprensa – aponta a nota assinada por Infantino.

Supervisor do projeto de implantação do VAR, o croata Zvonimir Boban, secretário-geral adjunto da Fifa, se disse orgulhoso do trabalho realizado, dando parabéns também ao presidente da Comissão de Árbitros da entidade, Pierluigi Collina, e o diretor de Arbitragem, Massimo Busacca.

– Como afirmou o presidente da Fifa, o VAR não está mudando o futebol, mas sim, o deixa mais justo. Este foi nosso objetivo inicial, quando iniciamos o projeto com a International Board – garantiu o ex-jogador.

Barcelona inicia pré-temporada

O time principal do Barcelona realizou nesta quarta-feira a primeira sessão de treinos da pré-temporada, mas ainda sem os jogadores que disputaram a Copa do Mundo na Rússia.

O técnico Erneste Valverde deu folga extra para os 12 atletas que estiveram no torneio disputado na Rússia: Ter Stegen, Lionel Messi, Thomas Vermaelen, Philippe Coutinho, Ivan Rakitic, Yerry Mina, Jordi Alba, Gerard Piqué, Sergio Busquets, Samuel Umtiti, Ousmane Dembélé e Luis Suárez. Paulinho e Andrés Iniesta também foram ao torneio como jogadores do clube, mas se transferiram na janela de meio de ano.

Dessa forma, as atividades precisaram ser reforçadas por integrantes do Barça B, como Mate, Miranda, Riqui Puig, Monchu, Jorge Cuenca, Ballou, McGuane e Sarsanedas.

O Barcelona fará uma sequência de amistosos a partir do dia 27 deste mês, quando enfrentará o Tottenham no início da excursão pelos Estados Unidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *