Fifa faz corte e mantém 12 árbitros na Copa da Rússia

Arquivado em: Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 9 de julho de 2018 as 16:46, por: CdB

Para esses jogos, duas semifinais, a disputa pelo terceiro lugar e a final, restam 12 árbitros, 26 auxiliares e 10 árbitros de VAR

Por Redação, com EFE – de Moscou:

O Comitê de Arbitragem da Fifa concluiu o último corte da Copa do Mundo na Rússia e manteve 12 árbitros disponíveis para as quatro últimas partidas da competição, que terminará no dia 15 de julho.

O Comitê de Arbitragem da Fifa concluiu o último corte da Copa do Mundo na Rússia

Para esses jogos, duas semifinais, a disputa pelo terceiro lugar e a final, restam 12 árbitros, 26 auxiliares e 10 árbitros de VAR (sistema de videoarbitragem).

Os ‘sobreviventes’ são o brasileiro Sandro Meira Ricci, o iraniano Alireza Faghani, o senegalês Malang Diedhiou, o norte-americano Mark Geiger, o mexicano César Arturo Ramos, o uruguaio Andrés Cunha, o argentino Néstor Pitana, o neozelandês Matthew Conger, o turco Cüneyt Çakir, o holandês Björn Kuipers, o sérvio Milorad Mazic e o italiano Gianluca Rocchi.

Os árbitros de vídeo que continuam são o brasileiro Wilton Pereira Sampaio, o argentino Mauro Vigliano, os alemães Bastian Dankert e Felix Zwayer, o português Artur Dias Soares, o polonês Pawel Gil, e os italianos Massimiliano Irrati, Daniele Orsato e Paolo Valeri.

A primeira semifinal, que será disputada entre França e Bélgica na terça-feira, às 15h (horário de Brasília), em São Petersburgo, será apitada pelo uruguaio Andrés Cunha.

Inglaterra faz treino fechado

A seleção inglesa realizou nesta segunda-feira um treinamento a portas fechadas em Repino, nos arredores de São Petersburgo, visando o duelo com a Croácia pelas semifinais da Copa do Mundo.

As principais dúvidas são o meia Jordan Henderson e o atacante Jamie Vardy, ambos com problemas musculares. Enquanto o último é reserva do time e ficou fora do duelo contra a Suécia, na quartas de final, o primeiro deixou o último confronto nos minutos finais ao ser substituído por Eric Dier, que pode ser titular em caso de baixa do jogador do Liverpool.

A partida de quarta-feira é vista com grande expectativa pelos ingleses, pois pode representar a classificação para a segunda final de um torneio importante da seleção mais antiga do futebol. Os “Three Lions” buscam repetir o desempenho da Copa do Mundo de 1966 e voltar a conquistar o título mundial 52 anos depois.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *