Filha de ex-agente russo deixa hospital no Reino Unido

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 10 de abril de 2018 as 10:44, por: CdB

Yulia Skripal tem alta e é levada para local não revelado e seguro, afirma imprensa britânica. Pai dela continua internado. Ambos foram envenenados com agente Novichok

Por Redação, com DW  e Reuters – de Londres:

A filha do ex-espião russo Serguei Skripal, Yulia, envenenada junto com seu pai em 4 de março em Salisbury, no Reino Unido, deixou o hospital nesta terça-feira e foi levada para um local seguro, informou a emissora britânica BBC nesta terça-feira.

Yulia Skripal tem alta e é levada para local não revelado e seguro

A jovem de 33 anos tinha comunicado na semana passada; através da Polícia Metropolitana de Londres (Met), que seu estado de saúde havia melhorado e que ganhava força a cada dia. Yulia e seu pai foram atacados com o agente nervoso do tipo Novichok, uma invenção soviética.

O Reino Unido acusa a Rússia de estar por trás do ataque e, em resposta; impôs represálias a Moscou, culminando com a expulsão de 23 diplomatas russos. Poucos dias depois, o Reino Unido recebeu o apoio de vários  países ocidentais; incluindo os Estados Unidos e a Alemanha, que também expulsaram diplomatas russos.

A Rússia negou as acusações e também ordenou expulsões de diplomatas ocidentais em represália.

Serguei permanece internado, mas seu estado de saúde melhora rapidamente, afirmaram os médicos.

Diplomatas russos

O Reino Unido, os Estados Unidos e outros governos ocidentais expulsaram dezenas de diplomatas russos e Moscou pagou com a mesma moeda; mas nega qualquer envolvimento no ataque aos Skripal.

Pai e filha passaram semanas em estado grave, e a certa altura os médicos temeram que, ainda que sobrevivessem; tivessem sofrido danos cerebrais, mas desde então a saúde de ambos começou a melhorar rapidamente.

Yulia, de 33 anos, foi liberada do Hospital Distrital de Salisbury; disse Christine Blanshard, diretora médica do hospital, aos repórteres, e seu pai pode ter alta na ocasião apropriada.

 – Nós demos alta a Yulia – confirmou Christine. “Isto não é o fim de seu tratamento, mas assinala um marco significativo”.

– Seu pai também fez um bom progresso. Na sexta-feira anunciei que ele não estava mais em estado grave. Embora ele esteja se recuperando mais devagar do que Yulia, esperamos que ele também possa deixar o hospital na ocasião apropriada.

Os dois países se acusaram de tentar enganar o mundo com uma série de alegações, contra-alegações e ameaças.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *