Fiscais libertam 50 em regime de escravidão no Maranhão

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado quarta-feira, 2 de julho de 2003 as 14:42, por: CdB

Cerca de 40 pessoas que trabalhavam no Maranhão em condições subumanas foram liberadas pelo Grupo Móvel de Fiscalização do Ministério do Trabalho.

Os trabalhadores foram encontrados pela equipe de fiscalização na Fazenda Vitória, de propriedade do prefeito de Paragominas, Sidney Rosa. A fazenda fica no interior de Carutapera, no Maranhão, na divisa com o Pará.

Segundo a auditora Virna Soraia, os trabalhadores não tinham carteira assinada e estavam todos endividados com o patrão. O prefeito Sidney Rosa vai ter que pagar R$ 27 mil de indenização, além de transportar os trabalhadores de volta à cidade de Imperatriz.

Até o fim desta semana, o relatório da fiscalização será encaminhado ao Ministério Público do Trabalho, que vai decidir se responsabiliza todos os envolvidos no agenciamento de trabalhadores no Maranhão.