FMI prevê que recuperação econômica será mais longa do que o previsto

Arquivado em: Comércio, Indústria, Negócios, Serviços, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 17 de setembro de 2020 as 15:30, por: CdB

Representante do FMI, Reinhart disse que a recessão causada pela pandemia durará mais em alguns países do que em outros e agravará as desigualdades, pois os mais pobres serão mais duramente atingidos pela crise econômica nos países ricos e os países mais pobres serão mais duramente atingidos do que os países mais ricos. 

Por Redação, com Reuters – de Madri

A recuperação econômica global diante da crise provocada pela pandemia de coronavírus pode levar até cinco anos, disse a economista-chefe do Banco Mundial, Carmen Reinhart, nesta quinta-feira.

A nova diretora-gerente do FMI apresentou uma nova pesquisa do FMI mostrando que o efeito cumulativo dos conflitos comerciais pode significar uma redução de US$ 700 bilhões na produção global até 2020
O FMI calcula que haverá patamares diferentes, ao redor do globo, para a recuperação dos países no pós-pandemia

— Provavelmente haverá uma recuperação rápida quando todas as medidas de restrição relacionadas aos bloqueios forem suspensas, mas uma recuperação completa levará até cinco anos — disse Reinhart em participação remota numa conferência realizada em Madri.

Pobreza global

Reinhart disse que a recessão causada pela pandemia durará mais em alguns países do que em outros e agravará as desigualdades, pois os mais pobres serão mais duramente atingidos pela crise nos países ricos e os países mais pobres serão mais duramente atingidos do que os países mais ricos.

Pela primeira vez em vinte anos, as taxas de pobreza global aumentarão após a crise, acrescentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *