Forças da Grécia reforçam presença na fronteira turca após choques com imigrantes

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 3 de março de 2020 as 14:51, por: CdB

Cerca de 10 mil imigrantes vêm tentando romper a fronteira desde que a Turquia disse na quinta-feira que não cumprirá mais um acordo firmado com a UE em 2016 para manter refugiados em seu território em troca de bilhões de euros de ajuda.

Por Redação, com Reuters – de Atenas

Tropas de choque gregas continuavam em alerta máximo nesta terça-feira ao longo da fronteira terrestre entre a Grécia e a Turquia, o foco de uma crise crescente entre a União Europeia e Ancara a respeito da maneira de lidar com uma nova onda de imigrantes e refugiados.

Imigrante caminha ao lado de criança em direção à travessia de fronteira da Turquia com a Grécia
Imigrante caminha ao lado de criança em direção à travessia de fronteira da Turquia com a Grécia

Cerca de 10 mil imigrantes vêm tentando romper a fronteira desde que a Turquia disse na quinta-feira que não cumprirá mais um acordo firmado com a UE em 2016 para manter refugiados em seu território em troca de bilhões de euros de ajuda.

Os confrontos

Autoridades gregas disseram que a divisa ficou tranquila de madrugada, um contraste com os confrontos vistos no final de semana e na segunda-feira, quando a polícia usou gás lacrimogêneo contra os imigrantes, inclusive mulheres e crianças, retidas na terra de ninguém.

“Só houve algumas tentativas hoje (de imigrantes cruzarem a fronteira). Vamos torcer para eles entenderem o recado”, disse um soldado do Exército, munido de uma metralhadora, à Reuters perto da passagem fronteiriça de Kastanies.

Jipes do Exército patrulhavam a área, e as estradas que levam ao rio Evros, que assinala a divisa greco-turca, continuavam interditadas.

– As fronteiras da Grécia também são as fronteiras da Europa – disse o primeiro-ministro grego, Kyriakos Mitsotakis, em um comunicado emitido antes da inspeção dos chefes das três principais instituições da UE na área, planejada para ocorrer ainda nesta terça-feira.

Os presidentes da Comissão Europeia executiva, do Conselho Europeu, que representa os governos nacionais, e do Parlamento Europeu querem demonstrar sua solidariedade com a Grécia agora que o país luta para conter a nova maré de imigrantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *