Ford promove mudanças radicais na linha europeia de produção

Arquivado em: Comércio, Indústria, Negócios, Serviços, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 17 de fevereiro de 2021 as 16:13, por: CdB

A montadora corre para superar metas de emissões de CO2 e proibições iminentes em alguns países de veículos movidos a combustíveis fósseis. A companhia disse que vai investir US$ 1 bilhão nos próximos 30 meses para converter sua fábrica de montagem de veículos em Colônia, Alemanha, para se tornar a primeira fábrica de veículos elétricos da montadora.

Por Redação – de São Paulo

Enquanto se retira do mercado brasileiro, deixando para trás um rastro de desemprego e dívidas, trabalhistas e fiscais, ao abandonar uma linha centenária de veículos com motores de combustão interna, movidos a hidrocarbonetos, a montadora norte-americana de veículos Ford muda de rumo também na Europa. A companhia divulgou, nesta quarta-feira, que sua linha europeia de carros será toda elétrica até 2030.

A predominância da eletricidade sobre o petróleo, no mundo, leva a Ford a promover mudanças radicais em sua linha de montagem

A montadora corre para superar metas de emissões de CO2 e proibições iminentes em alguns países de veículos movidos a combustíveis fósseis. A companhia disse que vai investir US$ 1 bilhão nos próximos 30 meses para converter sua fábrica de montagem de veículos em Colônia, Alemanha, para se tornar a primeira fábrica de veículos elétricos da montadora dos EUA na Europa.

— Isso reforça nosso compromisso com a região europeia — disse Stuart Rowley, chefe das operações europeias da Ford, durante uma entrevista coletiva.

Híbridos

A Ford disse que seu primeiro veículo de passageiros todo elétrico, montado na Europa, será produzido a partir de 2023 e está considerando ter um segundo modelo lá. A montadora tem uma aliança estratégica com a Volkswagen, sob a qual a Ford usará a plataforma de veículos elétricos de seu parceiro alemão. Rowley disse que o modelo de Colônia será o primeiro a usar a plataforma da Volkswagen.

A Ford, segunda maior montadora dos Estados Unidos, disse que em 2026 terá versões elétricas de todos os seus carros de passageiros à venda na Europa e que em 2030 dois terços de suas vendas de veículos comerciais na Europa serão totalmente elétricos ou híbridos. A empresa disse que terá versões híbridas ou todas elétricas de toda a sua gama de veículos comerciais disponíveis até 2024.