Forte chuva provoca alagamentos no Rio

Arquivado em: Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018 as 13:38, por: CdB

Também estão em alerta o Rio Grande, no mesmo município, e os rios Saracuruna e Capivari, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro:

A chuva forte que cai no Estado do Rio de Janeiro está provocando o aumento do nível dos rios do interior. Em Bom Jardim, na região serrana do Estado, o Ribeirão São José está em alerta máximo de cheia, segundo o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), o que significa que o rio está em risco iminente de transbordamento.

Forte chuva provoca cheias em rios do interior do Rio e alagamentos na capitalForte chuva provoca alagamentos no Rio

Também estão em alerta o Rio Grande, no mesmo município, e os rios Saracuruna e Capivari, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. O estágio de alerta significa; que o rio está com o nível acima do normal e em elevação.

Vários outros rios estão em estágio de atenção; que é quando os rios estão; com possibilidade de subir de nível em decorrência das chuvas.

Na capital, segundo o Centro de Operações da prefeitura do Rio; está chovendo muito forte na região da Barra da Tijuca. Chove forte também em vários pontos da cidade. Foram registrados alagamentos e quedas de árvore.

Sirenes

Segundo o Centro de Operações da prefeitura, sirenes foram acionadas nas comunidades da Babilônia, de Chapéu Mangueira, Cabritos e na Ladeira dos Tabajaras (essas quatro em Copacacabana), em Santa Marta (em Botafogo) e no Sítio Pai João (no Itanhangá), por volta das 22h30. Até agora, no entanto, a prefeitura não informou se houve deslizamentos e feridos.

Bolsões d’água e alagamentos foram registrados em vias importantes da cidade, como as avenidas Borges de Medeiros e Epitácio Pessoa (na Lagoa), Presidente Vargas (no Centro), Lagoa-Barra, Ayrton Senna (na Barra) e Brasil.

Foram registradas quedas de árvore em ruas de Copacabana e da Taquara. O Rio está em estágio de atenção, o nível intermediário na escala de três estágios da Defesa Civil.

De acordo com o Centro de Operações (COR) o temporal foi consequência da aproximação de frente fria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *