Francisco altera administração de fundos do Vaticano após escândalo imobiliário em Londres

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 5 de novembro de 2020 as 13:52, por: CdB

O papa Francisco retirou do Secretariado de Estado do Vaticano o controle de seus próprios fundos, colocando-os sob a supervisão de seus escritórios econômicos, na tentativa de conter as consequências de um escândalo a respeito de um negócio com uma propriedade de luxo em Londres.

Por Redação, com Reuters – da Cidade do Vaticano

O papa Francisco retirou do Secretariado de Estado do Vaticano o controle de seus próprios fundos, colocando-os sob a supervisão de seus escritórios econômicos, na tentativa de conter as consequências de um escândalo a respeito de um negócio com uma propriedade de luxo em Londres.

Papa Francisco
Papa Francisco

O Secretariado de Estado é o departamento mais importante da administração do Vaticano. Ele supervisiona a diplomacia da Santa Sé e os assuntos gerais dentro do Vaticano e costuma controlar seus próprios fundos, investimentos e bens imobiliários.

Negócio de Londres

Uma investigação do negócio de Londres, que envolveu vários intermediários, levou à suspensão no ano passado de cinco funcionários do Vaticano, à renúncia de seu chefe de polícia e à saída do ex-chefe da Autoridade de Informação Financeira no ano passado.

Em uma carta divulgada pela assessoria de imprensa do Vaticano nesta quinta-feira, o papa disse que está transferindo todos os bens a um departamento do Vaticano chamado Apsa, que os gerenciará, e que eles serão supervisionados pelo Secretariado de Economia.

Os bens

Os bens do Secretariado de Estado incluem um fundo anual para as instituições de caridade do papa.

Em setembro, Francisco demitiu o cardeal Angelo Becciu, que era o número 2 do Secretariado quando este comprou um edifício em Londres como investimento.

Becciu negou qualquer irregularidade depois que o papa alegou apropriação indevida e nepotismo.