Francisco critica quem fez festas e viagens no fim de ano

Arquivado em: América Latina, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 4 de janeiro de 2021 as 10:53, por: CdB

Pontífice afirma que notícias de aglomerações durante o período de festas lhe entristeceram e diz que as pessoas deveriam ser mais conscientes em relação ao sofrimento alheio. “Só pensaram no próprio lazer”.

Por Redação, com DW – da Cidade do Vaticano

O papa Francisco criticou no domingo pessoas que, durante os feriados de fim de ano, decidiram fazer viagens e festas, apesar da pandemia e das restrições de movimentação ligadas a ela. O pontífice afirmou que elas deveriam ser mais conscientes em relação ao sofrimento alheio.

“Isso realmente me entristece”, disse o papa sobre os viajantes de Réveillon

– Isso realmente me entristece – disse Francisco, em reflexões após a reza do Angelus, na biblioteca do palácio apostólico do Vaticano.

A bênção tradicional do Angelus é normalmente dada de uma janela com vista para a Praça de São Pedro, mas neste ano foi feita dentro do palácio para impedir aglomerações de fiéis.

O líder religioso disse que as pessoas precisam se preocupar mais com os outros, e não pensar apenas nos próprios interesses.

O papa mencionou ter lido recentemente notícias sobre pessoas que estavam descumprindo medidas impostas pelo governo para passar férias em outros lugares.

– Não pensaram nas pessoas que ficaram em casa, nos problemas econômicos que as pessoas estão sofrendo como consequência da pandemia, nos doentes. Só pensaram nas próprias férias e no próprio lazer – declarou.

No Brasil, durante todo o período de fim de ano circularam imagens de festas com grandes aglomerações, sobretudo em locais turísticos, violando as recomendações de distanciamento social.

Alemanha

Na Alemanha, a polícia chegou a ter que conter pessoas que aproveitaram a neve para esquiar no sul e oeste do país.  No dias de feriado, a polícia na França, Espanha e Alemanha precisou interromper reuniões ilegais na véspera do Ano Novo, após ter sido informada de festas e raves lotadas. No sábado, a polícia espanhola pôs fim a uma grande festa rave em Barcelona, e o mesmo foi feito pelas autoridades de Rennes, na França.

O pontífice afirmou que ninguém sabe o que acontecerá em 2021, mas que o mundo será melhor se todas as pessoas trabalharem a favor do bem comum.

A pandemia de covid-19 já causou 1,8 milhão de mortes em todo o mundo, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).