Frio intenso persiste no leste dos EUA e deixa mortos

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 2 de janeiro de 2018 as 13:37, por: CdB

Muitos distritos escolares cancelaram as aulas devido ao frio intenso, que fez quatro vítimas fatais durante o final de semana prolongado do Ano Novo

Por Redação, com Reuters – de Washington:

Uma onda de frio recorde proveniente do Ártico permaneceu sobre grande parte dos Estados Unidos ao leste das Montanhas Rochosas nesta terça-feira, mas a previsão é de aumento das temperaturas nas próximas 24 horas, exceto no Nordeste do país.

Uma onda de frio recorde proveniente do Ártico permaneceu sobre grande parte dos Estados Unidos
 
Muitos distritos escolares cancelaram as aulas devido ao frio intenso; que fez quatro vítimas fatais durante o final de semana prolongado do Ano Novo.

O Serviço Nacional do Clima emitiu alertas para a sensação térmica à medida; que se prevê temperaturas perigosamente baixas do leste de Montana; e através do Meio-Oeste até o litoral do Atlântico e o Nordeste, seguindo ao sul.

Escolas de Iowa, Massachusetts, Indiana, Ohio e Carolina do Norte cancelaram ou adiaram o início das aulas; já que se espera que os termômetros atinjam entre 11 e 17 graus Celsius negativos, algo muito abaixo do normal; em toda a metade leste dos EUA.

– É por causa do frio intenso, que é perigoso demais para deixar as crianças na rua esperando um ônibus que pode não chegar – disse Herb Levine, superintendente das escolas públicas de Peabody, ao norte de Boston, à afiliada local da rede de televisão CBS.

Frio causa mortes

O frio foi visto como a causa das mortes de dois homens em incidentes separados no Milwaukee, de acordo com o jornal Milwaukee Journal Sentinel. Um desabrigado foi encontrado morto em uma varanda em Charleston, na Virgínia Ocidental, e outro homem foi encontrado morto diante de uma igreja de Detroit. A polícia disse que eles podem ter morrido congelados, segundo a mídia local.

A prefeita de Washington, Muriel Bowser, exortou os moradores a comunicarem a prefeitura se virem pessoas nas ruas.

– Queremos que todo morador tenha abrigo e calor – tuitou.

Muitas partes do país tiveram temperaturas negativas recordes nos últimos dias. Omaha, no Nebraska, registrou 29 graus Celsius negativos, e Aberdeen, em Dakota do Sul, quebrou um recorde de 1919 com uma temperatura de 36 graus Celsius negativos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *