Fusão entre Varig e Tam deve ser assinada na sexta-feira

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado quarta-feira, 2 de julho de 2003 as 14:55, por: CdB

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Carlos Lessa, disse que o termo de compromisso para a fusão das companhias aéreas Varig e TAM deve ser assinado na próxima sexta-feira, em solenidade na sede do banco.

Lessa acredita que até lá será cassada a liminar, concedida ontem pela 2ª Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Rio, que anula todas as ações tomadas a partir de 24 de maio deste ano pelo Conselho de Administração da Fundação Rubem Berta Participações (FRB-PAR), inclusive aquelas relacionadas ao processo de fusão.

A liminar também garante o retorno de Gilberto Rigoni à presidência da Fundação, que é contrário à fusão da Varig com a TAM.

Lessa reafirmou que o interesse do BNDES em relação à nova companhia é com o objetivo de dar sustentação à aviação comercial brasileira.

– Nós temos um mandato de fazer com que o Brasil tenha uma aviação comercial normal, forte para manter a rede de ações internas no país e preservar os mais de US$ 1 bilhão de superávit cambial que é gerado pelo negócio da aviação no país, Por isso, o BNDES está profundamente interessado no negócio – enfatizou ele.

Ainda segundo Lessa, o banco vai financiar o que for necessário para que a nova companhia possa oferecer boas condições de vôo.