Gabriel Jesus diz que parceria com Aguero pode render gols ao City

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 21 de agosto de 2018 as 13:44, por: CdB

O brasileiro disputou 29 jogos da liga inglesa na última temporada, 10 deles saindo do banco do campeão City, que visita o Wolverhampton Wanderers neste sábado

Por Redação, com Reuters – de Londres/Melbourne 

O Manchester City se afastou de sua fórmula testada e aprovada ao optar por uma formação com dois atacantes na partida contra o Huddersfield Town no domingo, e Gabriel Jesus espera ter mais oportunidades de jogar ao lado de Sergio Aguero, já que juntos os dois fizeram quatro gols.

Gabriel Jesus e Sergio Aguero comemoram gol

Aguero fez uma trinca e Gabriel Jesus mais um na vitória tranquila de 6 a 1 pelo Campeonato Inglês em casa.

– Realmente conseguimos jogar juntos – disse o brasileiro ao site do clube. “Sergio e eu temos o espírito de marcar gols e sempre tentamos finalizar bem. Comecei esta temporada com a meta de melhorar minhas finalizações, de continuar ajudando o time”.

– Acho que só houve uma partida (na temporada passada) na qual não nos saímos bem. Mas normalmente, quando nós dois jogamos, fazemos um ótimo trabalho.

O brasileiro disputou 29 jogos da liga inglesa na última temporada, 10 deles saindo do banco do campeão City, que visita o Wolverhampton Wanderers neste sábado.

Bolt treina com time de futebol australiano

O velocista multicampeão olímpico Usain Bolt fez sua primeira sessão de treinos com o time de futebol australiano Central Coast Mariners nesta terça-feira, e disse estar pronto para conseguir um contrato profissional de futebol e provar que os céticos estão errados.

Monitorado por um grande contingente midiático, Bolt, que fez 32 anos nesta terça-feira, emergiu no estádio do time com seus possíveis colegas de equipe e exibiu um sorriso largo enquanto brincava com a bola durante a sessão leve realizada na pacata cidade litorânea de Gosford.

O dono de oito medalhas de ouro olímpicas conseguiu um teste sem compromisso com o Mariners, que terminou na lanterna da primeira divisão de 10 times da Austrália na temporada passada e atua em um dos menores mercados de futebol do país.

Muitos duvidam que o homem mais rápido da terra consiga se reinventar como jogador de futebol profissional, e durante a sessão fechada não se viram muitos sinais de que Bolt fará essa transição.

O jamaicano mostrou um toque leve em alguns momentos do treino de cerca de 45 minutos e foi excluído do grupo principal quando o time disputou uma partida com duas equipes de oito em uma metade do campo.

Ele raramente deixou de usar o pé esquerdo, seu preferido, e passou a última parte da sessão fazendo alongamentos.

Será um passo de cada vez, disse Bolt. “Para mim é como o atletismo”, disse ele a repórteres.

– O primeiro dia de treinamento é sempre o mais duro. Você percebe quanto trabalho tem pela frente, o que precisa fazer. Foi tudo bem, sei que exigirá tempo e trabalho e estou pronto para trabalhar.

O envolvimento dos Mariners com Bolt foi questionado na Austrália por críticos que o rejeitaram por verem um golpe publicitário para chamar atenção para um time que não chegou aos playoffs nas últimas quatro temporadas.

Bolt, que se aposentou do atletismo no campeonato mundial em Londres no ano passado, já treinou com o alemão Borussia Dortmund, o sul-africano Mamelodi Sundowns e o norueguês Stromsgodset.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *