General Heleno receberá convite para esclarecer ‘grampo’ em bispos

Arquivado em: Política, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019 as 18:33, por: CdB

“Vou representar o General Heleno, do GSI, por crime de improbidade administrativa no epsódio da espionagem das atividades da CNBB”, disse o deputado Paulo Teixeira.

 

Por Redação – de Brasília

 

O deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP) afirmou que vai convocar o chefe da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), o general Augusto Heleno, para esclarecimentos sobre a intenção do governo em conter o avanço da Igreja Católica na liderança da oposição ao governo Jair Bolsonaro.

O general da reserva Augusto Heleno teria comandado o ‘grampo’ aos bispos católicos brasileiros

“Vou representar o General Heleno, do GSI, por crime de improbidade administrativa no episódio da espionagem das atividades da CNBB. Ele está utilizando servidores públicos para espionagem com finalidades politico-ideológicas. Vou também convocá-lo para que ele se explique”, disse o parlamentar no Twitter.

“Novos exemplos da escalada autoritária e do estado de exceção no Brasil: Espionagem das reuniões da CNBB pela ABIN; Investigação pela Receita Federal do Ministro Gilmar Mendes do STF; Legislação penal proposta por Sérgio Moro”, escreveu.

Neutralizar

Cardeais brasileiros teriam se encontrado com o papa Francisco para discutir o Sínodo sobre Amazônia, que reunirá em Roma, no mês de outubro, bispos de todos os continentes.

Ao longo de 23 dias, o Vaticano vai discutir a situação da Amazônia e tratar de temas considerados pelo governo brasileiro como uma ‘agenda da esquerda. O debate irá abordar a situação de povos indígenas, mudanças climáticas provocadas por desmatamento e quilombolas.

— Estamos preocupados e queremos neutralizar isso aí — disse o ministro chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, que estaria no comando da operação.

“Vou também convocá-lo para que ele se explique”, conclui Teixeira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *