Geoffrey Cox diz que Parlamento britânico é uma ‘vergonha’

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 25 de setembro de 2019 as 12:44, por: CdB

A voz de Cox ecoou pela Câmara dos Comuns nesta quarta-feira, quando ele defendeu os conselhos que deu a Johnson dizendo que a suspensão era legal.

Por Redação, com Sputnik – de Londres

O procurador-geral britânico, Geoffrey Cox, acusou o Parlamento de ser uma “vergonha” enquanto a Casa retoma suas atividades após decisão da Suprema Corte.

Procurador-geral britânico, Geoffrey Cox

A mais importante instância do Judiciário decidiu que a decisão do primeiro-ministro Boris Johnson de suspender o Parlamento por 5 semanas foi ilegal e deu sinal verde para a retomada dos trabalhos.

A voz de barítono de Cox ecoou pela Câmara dos Comuns nesta quarta-feira, quando ele defendeu os conselhos que deu a Johnson dizendo que a suspensão era legal. Ele acusou os parlamentares de serem “covardes demais” para votar uma moção de não-confiança contra o governo, o que desencadearia uma eleição antecipada.

Cox falou que o local é um “Parlamento morto” que não tinha o direito moral de “sentar-se nesses bancos verdes”.

– Este Parlamento deve ter a coragem de enfrentar o eleitorado, mas não o fará, porque muitos deles realmente nos impedem de deixar a União Europeia. Mas a hora está chegando, a hora está chegando, senhor presidente, quando mesmo esses perus não conseguirão impedir o Natal – disse o procurador-geral britânico.

Acordo nuclear com Irã

Segundo a chefe da diplomacia da UE, Federica Mogherini, a reunião ministerial na ONU sobre o acordo nuclear iraniano demonstra unidade para preservar o documento e garantir a sua implementação.

Os participantes da reunião ministerial da Comissão do Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA) em Nova York, realizado nesta quarta-feira, reafirmaram seu compromisso de preservar o acordo nuclear do Irã e de trabalhar para superar as dificuldades atuais em sua implementação, disse Federica Mogherini.

– Os participantes [da reunião em Nova York] lembraram que o JCPOA … continua sendo um elemento-chave da arquitetura global de não proliferação nuclear e uma conquista significativa da diplomacia multilateral – afirmou Mogherini à imprensa após a reunião.

– Eles enfatizaram a importância da implementação completa e eficaz do JCPOA por todos os lados e confirmaram sua determinação em continuar os esforços para preservar o acordo, que é do interesse de todos – enfatizou.

Mogherini acrescentou que os participantes do JCPOA “continuarão trabalhando em conjunto com a unidade de propósitos” para tentar preservar o acordo nuclear com o Irã “sem ignorar os desafios”.

“Não vou esconder que é cada vez mais difícil fazê-lo, e discutimos hoje (…) tentaremos seguir mantendo o acordo e superar as dificuldades que enfrentamos”, afirmou a chefe da diplomacia da UE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *