Governador de Minas sugere que pobres usam auxílio para beber cachaça

Arquivado em: Política, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 5 de outubro de 2021 as 16:36, por: CdB

Terão prioridade para receber o auxílio as famílias, no Estado de Minas Gerais, que não são beneficiárias do Programa Bolsa Família e as famílias constituídas por mãe solteiras e seus filhos. Para este grupo, o dinheiro será depositado no período de 14 a 21 de outubro. Para as demais famílias, o recurso será depositado de 22 a 29 de outubro.

12h49 – de Belo Horizonte

Governador de Minas Gerais, o ultraconservador Romeu Zema (Novo) foi alvo de escracho nas redes sociais, nesta terça-feira, após ter atacado de maneira preconceituosa as pessoas que precisam do auxílio emergencial.

Romeu Zema
O ultraconservador Romeu Zema (Novo) foi alvo de escracho nas redes sociais após ter atacado de maneira preconceituosa quem precisam do auxílio emergencial

Na véspera, Zema anunciou que sua administração iniciará, no próximo dia 14, o pagamento do Auxílio Emergencial Mineiro de R$ 600 por família em situação de extrema pobreza (com renda per capita de até R$ 89). O benefício será destinado a pouco mais de 1 milhão de famílias.

O governador defendeu que o auxílio fosse pago de forma parcelada, para evitar que os recipientes gastassem tudo “no bar”.

— Nós sabemos que, infelizmente, muitas pessoas ao receberem esse dinheiro não fazem uso adequado do mesmo, vão para o bar, para o boteco, e ali já deixam uma boa parte ou quase a totalidade do que receberam. Então, se ele (auxílio) fosse pago de forma parcelada, muito provavelmente a sua efetividade social teria sido maior — afirmou Zema, a jornalistas.

Bolsonarista

Terão prioridade para receber o auxílio as famílias que não são beneficiárias do Bolsa Família e as famílias constituídas por mãe solteiras e seus filhos. Para este grupo, o dinheiro será depositado no período de 14 a 21 de outubro. Para as demais famílias, o recurso será depositado de 22 a 29 de outubro. O Auxílio Emergencial Mineiro será pago somente em contas-poupança digitais da Caixa Econômica Federal, a conta “Caixa Tem”.

Nas redes sociais, internautas condenaram a declaração do governador. Um deles foi Uallace Moreira, professor da Faculdade de Economia da Universidade Federal da Bahia (UFBA):

“Romeu Zema e o Partido Novo. São mais bolsonaristas e reacionários do que tudo vocês possam imaginar.

“Zema:

“Muita gente vai gastar dinheiro do auxílio emergencial em bar”

“Lembrete:

“O Partido Novo é um dos mais fiéis ao Bolsonaro no Congresso”, escreveu o internauta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code