Governo canadense inclui ETA em lista de organizações terroristas

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado quinta-feira, 3 de abril de 2003 as 20:10, por: CdB

O governo canadense incluiu nesta quinta-feira, pela primeira vez a ETA em sua lista de organizações terroristas internacionais junto com grupos colombianos como o Exército de Libertação Nacional (ELN), as Farc e as Forças Unidas de Auto Defesa da Colômbia.

No total são sete novas organizações terroristas as que foram incluídas pelo governo canadense em uma lista que agora conta com um total de 26 grupos.

Em um comunicado feito público pelo ministro do Interior canadense, Wayne Easter, indica que “o governo do Canadá determinou que estas entidades estão implicadas em atividades terroristas. Qualquer pessoa ou grupo da lista pode ter suas propriedades confiscadas”.

“Há severas penas, incluído até 10 anos de prisão, para as pessoas e organizações que se dedicam a compra e venda da propriedade ou financiamento das organizações enumeradas. Além disso, é um crime participar com pleno conhecimento, contribuir ou facilitar as atividades destas entidades”, indica o comunicado.

O ministro Easter afirmou que “continuaremos sendo um sócio completo no esforço internacional para negar santuário a terroristas e eliminar uma base de operações”.

A decisão do Canadá de incluir a ETA em sua lista de organizações terroristas internacionais corrige a defasagem existente entre Ottawa e seus principais aliados, tanto os Estados Unidos como a União Européia.