Governo e empresários não chegam a um acordo sobre preço do gás de cozinha

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado sexta-feira, 13 de junho de 2003 as 18:59, por: CdB

Governo e empresários do setor de gás de cozinha não conseguiram chegar a um acordo para redução do preço do gás de cozinha. Em reunião, que terminou no Ministério de Minas e Energia, os distribuidores e revendedores reivindicaram a necessidade de organização de todo o sistema.

Essa foi considerada a principal causa da dificuldade em diminuir o preço ao consumidor. O presidente da Distribuidora Coopagás, Ueze Zahram, disse que o setor não tem condições de reduzir a margem de lucro por já operar no limite.

Segundo ele, o botijão de gás teve um aumento de R$ 7,50 nos últimos doze meses e as distribuidoras foram responsáveis por apenas R$ 0,45 desse total. O restante foi provocado por aumento nos impostos e pela Petrobras.

Participaram também da reunião, o ministro da Fazenda e o presidente da Petrobras. Eles sairam sem comentar o encontro.